Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Manchester City derrota United e reassume liderança

City supera United no saldo de gols. A duas rodadas do fim do campeonato, time de Tevez tenta manter a liderança, no próximo sábado, ante o Newcastle

Por Da Redação 30 abr 2012, 17h56

Em busca do terceiro título nacional de sua história, o Manchester City assumiu, nesta segunda-feira, a liderança do Campeonato Inglês. Com uma vitória por 1 a 0 sobre o Manchester United, que até então ocupava a ponta, o City chegou aos mesmos 83 pontos do rival, mas tem melhor saldo de gols: 61 a 53. A duas rodadas do fim da competição, o único gol da partida foi marcado por Kompany, aos 46 minutos do primeiro tempo. Agora, o City tenta manter a liderança diante do Newcastle, fora de casa, no sábado, enquanto o United enfrenta, no mesmo dia, o Swansea, em Old Trafford.

Leia também:

– Ex-aposentado é o grande astro na decisão da liga inglesa

O jogo – O ritmo dos primeiros minutos de bola rolando foi lento, não parecia o de uma partida decisiva de Premier League. Jogando em casa, o City trabalhava a bola no campo de ataque, mas não criava jogadas ofensivas, por causa da forte marcação de meio-campo do United. Com o ex-aposentado Scholes, de 37 anos, Giggs e Carrick cuidando da defesa, o time visitante não tinha criatividade.

Aos 15 minutos aconteceu a primeira jogada de ataque do time da casa. Nasri passou por três marcadores antes da entrada da área e deu passe forte a Tevez, que cruzou no meio da área e viu Smalling fazer o corte preciso.

Exercendo forte pressão nos últimos minutos do primeiro tempo, o time da casa chegou ao gol aos 46 minutos. David Silva cobrou escanteio do lado esquerdo do ataque e Kompany, pouco à frente da marca do pênalti, cabeceou firme.

No segundo tempo, o United foi mais agressivo. Com as entradas de Welbeck e Ashley Young, o técnico Alex Ferguson colocou o time à frente, mas de forma desordenada, com três homens no ataque e apenas Giggs no meio-campo tentando fazer a armação.

Com isso, as poucas oportunidades reais do segundo tempo foram criadas pelo City. Aos 10 minutos, Nasri girou após cobrança de escanteio, mas chutou pela linha de fundo. Aos 35, Yaya Touré recebeu pouco à frente da intermediária e tentou fazer o passe, mas ninguém o acompanhou. Para cima de Carrick, o volante ainda avançou e bateu forte, mas para fora.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade