Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mais uma vez, gringos invadem o Brasileirão

Clubes do país voltaram a apostar em destaques de outras ligas sul-americanas

Nem mesmo a crise econômica no país fez diminuir a força do futebol brasileiro no mercado sul-americano. Os principais clubes do Brasileirão, mais uma vez, buscaram reforços nos países vizinhos na janela de transferências encerrada nesta terça-feira . A maioria dos jogadores ainda é pouco conhecida pelos brasileiros, mas alguns fizeram sucesso no futebol sul-americano e foram seduzidos pelos salários do Brasil – inflacionados e muito acima do que é pago no restante do continente. Nos últimos dias, os rivais Inter e Grêmio, Flamengo e Fluminense, São Paulo e Santos e Cruzeiro e Atlético-MG deram boas vindas aos novos gringos. Abaixo, os principais reforços estrangeiros da janela:

Inter – O clube gaúcho apresentou nesta terça-feira o atacante uruguaio Nico López, de 22 anos. O jogador canhoto, com passagens pelo futebol italiano, se destacou na Libertadores ao marcar gols que eliminaram Palmeiras e Corinthians. Antes dele, o Inter contratou o argentino Ariel Nahuelpán, de 28 anos, que teve boa passagem pelo Coritiba em 2010 e estava no Pachuca, do México. Forte e bom cabeceador, Ariel já estreou no Brasileirão e deve brigar com Nico pela condição de camisa 9 do Inter.

Grêmio – O tricolor gaúcho não ficou atrás e também foi às compras. Trouxe o zagueiro/lateral argentino Walter Kanneman, de 25 anos, que se destacou jogando pelo San Lorenzo e estava no Atlas, do México. Jogador canhoto e de muita força física, ganhou fama de violento na Argentina pelo excesso de vontade (e de faltas).

Santos – O time paulista foi o mais prejudicado pela Olimpíada (perdeu Zeca, Gabigol e Thiago Maia para a seleção), mas se reforçou na América do Sul: chegaram o zagueiro argentino Fabián Nogueira, 23 anos, ex-Banfield, o meia argentino Emiliano Vecchio, 27 anos, que estava no Catar, e o atacante colombiano Jonathan Copete, 28 anos, que aceitou deixar o Atlético Nacional, finalista da Libertadores, para jogar pelo Santos.

Corinthians e São Paulo O atacante peruano Cueva estreou com gol pelo São Paulo

O atacante peruano Cueva estreou com gol pelo São Paulo (Heitor Feitosa/VEJA.com)

São Paulo – O time dirigido pelo argentino Edgardo Bauza já contratou o peruano Christian Cueva, de 24 anos, que estreou com gol e boa atuação no clássico contra o Corinthians, em Itaquera. E nesta terça-feira acertou com dois argentinos: o atacante argentino Andrés Chavez, do Boca Juniors, e o lateral Julio Buffarini, do San Lorenzo. Ambos se destacaram jogando na Argentina nas últimas temporadas, especialmente Buffarini, lateral habilidoso e bastante ofensivo e um desejo antigo do técnico Bauza, com quem conquistou a Libertadores de 2014 pela equipe do coração do papa Francisco.

Flamengo – O time carioca, que festejou a contratação do meia brasileiro Diego Ribas, também trouxe o zagueiro argentino Alejandro Donatti, um dos destaques do Rosario Central nas últimas temporadas. O jogador de 29 anos fez muito esforço para ser liberado pelo clube argentino e deve ser titular da contestada zaga do Flamengo.

Fluminense – O clube carioca, que tantas alegrias teve com Dario Conca, buscou um novo “maestro” na Argentina: Claudio Aquino, 24 anos, chegou nesta terça-feira vindo do Independiente. Jogador destro, costuma atuar centralizado e é visto como esperança de organizar o meio-campo do time.

Cruzeiro – O clube mineiro contratou um dos jogadores mais assediados na janela de transferências: o atacante argentino Ramón Ábila, de 26 anos, destaque do Huracán. Forte e bom no pivô, o jogador já estreou na derrota para o Fluminense e deve ser titular da equipe dirigida pelo português Paulo Bento.

Atlético-MG – O clube mineiro, que já conta com os argentinos Lucas Pratto e Jesus Dátolo e com os equatorianos Frickson Erazo e Juan Cazáres, contratou nesta terça-feira o venezuelano Romulo Otero, de 23 anos. O meia estava no Huachipato, do Chile, e tem a bola parada como seu principal diferencial.