Clique e assine a partir de 9,90/mês

Magnussen é punido e 6 pilotos são beneficiados na Bélgica

Dinamarquês infringiu regras durante prova, impediu ultrapassagem de Fernando Alonso e termina GP na 12ª posição, justamente à frente de Massa

Por Da Redação - 24 ago 2014, 13h48

A comissão organizadora da prova da Bélgica na Fórmula 1 puniu o dinamarquês Kevin Magnussen com a perda de 20 segundos por impedir de modo ilegal a ultrapassagem do espanhol Fernando Alonso durante a corrida realizada neste domingo – que culminou com a vitória do australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull. Magnussen, assim, perdeu seis posições, terminando na 12ª posição, justamente à frente do brasileiro Felipe Massa, da Williams.

Confira também: Fotos da GP da Bélgica

A punição, imposta e anunciada horas após a finalização da prova, beneficia seis pilotos: o inglês Jenson Button, companheiro de equipe de Magnussen, passou para sexto, Alonso (sétimo), Sergio Pérez (Force India, em oitavo), Daniil Kvyat (Toro Rosso, em nono), Nico Hulkenberg (Force India, em décimo) – que não tinha pontuado e ficou com um -, e Jean-Eric Vergne (Toro Rosso, em 11º).

A prova terminou com mais uma vitória de Daniel Ricciardo, deixando o alemão Nico Rosberg na segunda posição. O finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Felipe Massa na Williams, completou o pódio. O brasileiro, com problemas no carro, foi apenas o 13º colocado.

Continua após a publicidade

Com mais esta vitória, a segunda consecutiva, Ricciardo se mantém como o único piloto a vencer corridas nesta temporada além da Mercedes. Apesar disso, o australiano segue distante dos líderes do campeonato. Com 156 pontos, está atrás do líder Rosberg, agora com 220. O inglês Lewis Hamilton, segundo colocado geral, segue com 191 pontos.

Próximas provas
Data Local Autódromo
07/09 Itália Monza
21/09 Cingapura Marina Bay
05/10 Japão Suzuka
12/10 Rússia Sochi
02/11 Estados Unidos Austin
09/11 Brasil Interlagos
23/11 Abu Dhabi Yas Marina
As equipes e pilotos
Equipe Pilotos
Red Bull Sebastian Vettel (Alemanha) Daniel Ricciardo (Austrália)
Ferrari Fernando Alonso (Espanha) Kimi Raikkonen (Finlândia)
McLaren Jenson Button (Grã-Bretanha) Kevin Magnussen (Dinamarca)
Lotus Pastor Maldonado (Venezuela) Romain Grosjean (França)
Mercedes Nico Rosberg (Alemanha) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha)
Sauber Esteban Gutiérrez (México) Adrian Sutil (Alemanha)
Force India Nico Hulkenberg (Alemanha) Sérgio Pérez (México)
Williams Felipe Massa (Brasil) Valtteri Bottas (Finlândia)
Toro Rosso Daniil Kvyat (Rússia) Jean-Eric Vergne (França)
Caterham Andre Lotterer (Alemanha) Marcus Ericsson (Suécia)
Marussia Jules Bianchi (França) Max Chilton (Grâ-Bretanha)

(Com agência Efe)

Publicidade