Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Machucado, Carlinhos Paraíba pode desfalcar também por suspensão

Sem treinar há duas semanas, Carlinhos Paraíba dificilmente enfrentará o Santos por conta de entorse no tornozelo direito. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), contudo, também pode tirar qualquer possibilidade de o meio-campista ser escalado no clássico de domingo, em Mogi Mirim.

O camisa 20 será julgado na próxima quinta-feira. Ele havia sido suspenso por duas partidas devido à expulsão no San-São do primeiro turno, na Vila Belmiro, e continuou atuando por conta de um efeito suspensivo, que voltará a ser analisado.

Carlinhos Paraíba cumpriu somente um dos dois jogos de punição. Foi considerado que ele cometeu infração ao artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por ‘prática de ato desleal ou hostil’ – foi expulso no confronto no litoral paulista ao receber o segundo cartão amarelo após cometer falta no lateral esquerdo Léo.

O meio-campista seguiu atuando sem empecilhos enquanto o efeito suspensivo não fosse julgado, o que ocorrerá às vésperas da última rodada do Campeonato Brasileiro. De qualquer forma, ele dificilmente terá condições físicas de entrar em campo, já que não tem aparecido no gramado do CCT da Barra Funda para treinar com o grupo.

Na manhã desta terça-feira, Carlinhos Paraíba continuou seu tratamento no tornozelo direito no Reffis, ao lado de Rogério Ceni, que tem se poupado para diminuir as dores no tornozelo esquerdo, Rodrigo Caio, com lesão ligamentar no joelho esquerdo, e Cañete, em recuperação de cirurgia no joelho direito.

Do quarteto, só Rogério Ceni deve ser escalado. Contundidos à parte, o único desfalque de Emerson Leão para a despedida da temporada em Mogi Mirim é Rivaldo, que cumprirá suspensão pelo cartão vermelho recebido na derrota para o Palmeiras, no domingo. Xandão e Lucas, que cumpriram gancho no Choque-Rei, estão à disposição.