Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Luxemburgo evita desculpas para nova derrota do Fla

Por Da Redação 5 set 2011, 19h53

Por AE

Rio – A sequência de seis jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro certamente resultaria em críticas e pressão no Flamengo. Ao cair da segunda para a quinta posição, começam a surgir rumores de que o ambiente no elenco flamenguista já não é dos melhores. Uma das evidências seria um episódio ocorrido no último sábado, quando um jogador interrompeu a preleção do técnico Vanderlei Luxemburgo com um sonoro pum.

Irritado com o fato, o treinador deixou os jogadores sozinhos no gramado e não comandou o recreativo de véspera de jogo. No último domingo, o time esteve apático na derrota por 3 a 1 para o Bahia, no Engenhão. Para Luxemburgo, porém, atribuir importância ao episódio de sábado é tentar ocultar o fato mais óbvio: o time vem jogando mal há algum tempo e precisa reagir para se manter na briga pelo título do Brasileirão.

“O Flamengo perdeu ontem (domingo) porque não jogou absolutamente nada. Não tem que arrumar desculpas. O time jogou mal e, por isso, perdeu. O incidente ocorrido durante minha conversa com os jogadores no treino de sábado não teve nenhuma relação com o resultado do jogo”, disse Luxemburgo, que tratou o assunto com um “episódio desagradável”. “Repreendi os jogadores como faria a um aluno se fosse o professor ou se estivesse com minha família e meu filho tivesse feito isso. O time tem é que jogar bola e vencer os jogos”, cobrou o técnico.

Para apagar a má impressão das últimas rodadas, o time carioca tem a missão indigesta de vencer o líder Corinthians, na próxima quinta-feira, no Pacaembu. Para isso, conta com o retorno de Ronaldinho Gaúcho, que estava defendendo a seleção brasileira. Mas os desfalques por lesão ainda persistem: Alex Silva, Airton, Luiz Antônio e Maldonado seguem afastados.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)