Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lutador mexicano morre três dias após sofrer nocaute

Francisco Leal foi nocauteado no oitavo round de uma luta entre os supergalos

Vários sites americanos e espanhóis, entre eles a ESPN, confirmaram a morte do boxeador mexicano Francisco Leal, 26 anos, na terça-feira, no México. Leal lutou contra seu compatriota Raúl Hirales no sábado, foi nocauteado no oitavo round e recebeu atendimento médico – desmaiado, foi retirado do ringue em uma maca. Depois de três dias em coma no hospital, não resistiu às lesões no cérebro e teve sua morte confirmada pelos médicos. Em março de 2012, Leal foi nocauteado pelo russo Egveny Gradovich e passou dez meses se recuperando, mas insistiu em voltar aos ringues. “Estamos chocados com a morte, é uma grande perda para todos nós”, disse Raul Wilhelmy, presidente da Comissão de Boxe de Mexicali, cidade mexicana, ao site da ESPN latino-americana. Alguns jornalistas americanos afirmaram que não estão surpresos com a morte de Leal, considerando quase um suicídio, depois de tanto tempo em recuperação. Mas seu advogado, Miguel Barrazas, disse que ele passou nos testes médicos antes do combate e tinha um bom histórico nas comissões atléticas dos Estados Unidos.

Leia também:

Lutador brasileiro de MMA morre antes de pesagem no Rio

Laudo diz que AVC matou lutador; caso vai ser investigado

Atletas do UFC perdem até 16 kg para ‘enganar’ a balança