Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Lusa perde para o Bahia e se aproxima da degola

Com o resultado, os paulistas ficam nos mesmos 40 pontos e permanecem na 15ª colocação

Por Da Redação 4 nov 2012, 20h46

Em confronto direto para escapar de vez da briga contra o rebaixamento do Campeonato Brasileiro, Portuguesa e Bahia protagonizaram um jogo fraco tecnicamente. Aproveitando uma falha de Dida e o oportunismo de Souza, os baianos saíram com boa vitória por 1 a 0. A Lusa, que saiu do Canindé reclamando de um possível pênalti sobre Ananias no começo do segundo tempo, agora lamenta a sexta partida sem triunfo, o quarto sem marcar gols e a proximidade com a zona da degola.

LEIA TAMBÉM:

Com dois de Barcos, Palmeiras arranca empate do Botafogo

Sport vence Vasco fora de casa e respira no Brasileiro

Atlético-MG cai diante do Coritiba e vê título mais distante

Com o resultado, os paulistas ficam nos mesmos 40 pontos e permanecem na 15ª colocação. Logo atrás pelo saldo de gols, em 16º, o Tricolor de Aço tem a mesma pontuação, distante quatro pontos do Sport, primeiro time da zona de rebaixamento, e sete do Palmeiras, que ficou no empate por 2 a 2 com o Botafogo.

Na próxima rodada, a 35 da competição nacional, a Portuguesa viaja para o Rio de Janeiro, onde encara o Botafogo no Engenhão, às 19h30 (de Brasília) de sábado. No domingo, e também às 19h30, o Bahia volta a jogar fora de casa, dessa vez diante do Cruzeiro, na Arena Independência, em Belo Horizonte.

O jogo – Pressionadas pela boa vitória do Sport sobre o Vasco, as duas equipes começaram a partida cautelosas e apostando nos lançamentos longos. Em um deles, Gustavo achou Bruno Mineiro entre os zagueiro e o desvio do centroavante obrigou Marcelo Lomba a se esticar todo e mandar para escanteio.

Continua após a publicidade

Dez minutos depois, o veloz Jones foi à linha de fundo e comandou a resposta baiana. O cruzamento encontrou Gabriel, que bateu com estilo para grande defesa de Dida. Na reta final do primeiro tempo, a Lusa passou a apostar em levantamentos na área, até que Valdomiro subiu sozinho e Lomba salvou o Bahia mais uma vez.

LEIA TAMBÉM:

Souza faz dois gols de falta e Náutico vence Inter por 3

Corinthians despacha Atlético-GO para série B

Artilheiros marcam, e São Paulo e Fluminense empatam

Logo no início da etapa complementar, os paulistas voltaram melhores e reclamaram muito da arbitragem sobre um possíveis pênaltis de Jussandro em Ananias e Neto em Marcelo Cordeiro. Em clima quente, o jogo seguiu cheio de faltas duras, dando trabalho para o árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro.

Na única jogada de perigo dos comandados de Geninho saiu aos 22 minutos, quando Ananias recuperou a bola no campo ofensivo e rolou para a batida cruzada de Léo Silva. Bruno Mineiro se atirou na pequena área, mas não conseguiu desviar para o gol.

Sem trabalhar em todo segundo tempo, Dida voltou a ser testado em chute de Diones, mas acabou soltando a bola nos pés de Souza. Sem vacilar, o centroavante mostrou oportunismo e bateu firme, no alto, para abrir o placar para o Bahia. Nos minutos finais, os comandados de Jorginho administraram o resultado e, após o apito final, comemoram a manutenção da distância para a zona da degola ao lado da grande torcida presente no Canindé.

(Com agência GazetaPress)

Continua após a publicidade

Publicidade