Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Luis Fabiano elogia zaga guerreira e reclama de cartão em BH

Por Da Redação - Atualizado em 19 jul 2016, 14h09 - Publicado em 1 jul 2012, 08h03

O atacante Luis Fabiano deu grande parte dos méritos da vitória do São Paulo contra o Cruzeiro ao miolo de zaga. O camisa 9 considera que o criticado sistema defensivo do clube demonstrou personalidade no jogo deste sábado no estádio Independência, em Belo Horizonte, mesmo nos momentos de maior pressão.

‘Acho que a nossa zaga foi guerreira, suportou muito bem a pressão, esse é o espírito do time que precisamos daqui para frente’, afirmou o Fabuloso.

Para o jogo contra o Cruzeiro, o técnico interino Milton Cruz reforçou a defesa com um terceiro zagueiro. Durante a partida, o grande líder do setor, Rhodolfo, sofreu uma lesão muscular e acabou substituído, portanto a retaguarda da equipe teve a presença de três peças questionadas: João Filipe, Paulo Miranda e Edson Silva.

Durante os 90 minutos, Edson Silva teve o pior desempenho entre os zagueiros, já que não conseguiu conter as investidas aéreas de Rafael Donato. Mesmo assim, o resultado positivo ficou acima de qualquer falha. ‘Precisávamos muito da vitória, a gente se doou mais dentro de campo, a necessidade era grande’, disse Luis Fabiano.

Publicidade

Para o camisa 9, o jogo em Belo Horizonte reservou altos e baixos. No primeiro tempo, Luis Fabiano balançou as redes com um preciso chute de perna direita, aproveitando falha da defesa adversária.

Na etapa complementar, o centroavante decepcionou ao errar um pênalti e, na sequência, levou um cartão amarelo por arremessar para longe um pedaço de grama que o atrapalhou no chute. ‘Tirar a grama da área é para amarelo? Não sei. Acho que foi injusto’, questionou Luis Fabiano, visivelmente contrariado.

Publicidade