Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Luis Alvaro nega ter dito que lesão de Ganso é incurável

O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, negou nesta nesta terça-feira ter dito que a lesão de Paulo Henrique Ganso, negociado com o São Paulo, seja incurável. Em nota, o dirigente disse que gostaria de esclarecer que, “em nenhum momento, afirmei que a contusão do atleta Paulo Henrique Ganso é incurável”.

Leia também:

Leia também: Apresentado no São Paulo, Ganso diz que realizou sonho

De acordo com Ribeiro, o Santos não faria proposta para renovar o contrato de Ganso, como aconteceu antes da negociação com o São Paulo, se o jogador estivesse gravemente lesionado. “Nosso departamento médico, considerado um dos melhores do Brasil, teria nos informado sobre a gravidade da lesão.” As declarações foram publicadas no jornal O Estado de S.Paulo nesta terça-feira: “Vão ter de acompanhar com muito cuidado. O que ele tem é incurável”, teria afirmado o dirigente. Na mesma notícia, criticou a opção de Ganso pelo São Paulo porque ganharia um salário inferior (350.000 reais mensais) em comparação à última proposta do Santos (420.000 reais mensais). “Ele não queria mais jogar no nosso clube.” Na nota desta terça, Ribeiro disse que o assunto Ganso está encerrado. “Desejamos toda a sorte ao atleta em sua carreira, agradecendo pelos serviços prestados enquanto atuou pelo Santos. Consideramos sua passagem pelo clube vitoriosa e sua negociação uma página virada em nossa história.” (Com Agência Estado)