Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lotus contrata belga Jérome D’Ambrosio como terceiro piloto

O belga Jérome D’Ambrosio será o terceiro piloto da equipe Lotus na temporada 2012 da Fórmula 1. O piloto europeu disputou o Mundial de 2011 pela equipe Virgin, na vaga que era do brasileiro Lucas di Grassi em 2010, e foi preterido pelo jovem francês Charles Pic para este ano.

D’Ambrosio, que foi reserva da Renault em 2010, viajará como reserva do finlandês Kimi Raikkonen e do francês Romain Grosjean e pode ocupar o cockpit da escuderia caso um dos titulares esteja impossibilitado. Há também a possibilidade de ele participar dos primeiros treinos livres de sexta-feira nos fins de semana de Grand Prêmio durante o ano.

‘É uma grande sensação estar com a Lotus, um passo animador na minha carreira. Participei de uma temporada inteira da F-1 como piloto em um time menor em que aprendi muito sobre a categoria’, disse o belga. ‘Agora tenho a chance de trabalhar com um dos times de elite, com grande potencial de desenvolvimento. Com minha recente experiência em corridas, sei que posso dar uma contribuição valiosa’, completou.

D’Ambrosio deixou claro que encara o trabalho de reserva na Lotus como mais um estágio em seu aprendizado, para se tornar titular de uma das equipes de ponta da Fórmula 1. Ele quer aproveitar a oportunidade para se manter motivado e impressionar os dirigentes da escuderia.

‘É claro que eu adoraria estar correndo, mas em uma equipe de ponta. Estar com a Lotus deve ser mais benéfico e é uma oportunidade que eu não podia perder. Meu desejo de voltar a correr no futuro me motiva para fazer o melhor trabalho possível em minha nova posição’, afirmou.

Segundo o chefe da Lotus, o francês Eric Boullier, o trabalho realizado por D’Ambrosio em 2010 como reserva do time, então chamado Renault, contou pontos a favor de sua contratação. ‘Ter um terceiro piloto altamente motivado, novo, talentoso e que disputou a temporada de 2011 inteira é muito benéfico para nós. Nós temos em Jérome alguém que sabemos que vai ajudar o time’, explicou Boullier.