Lopes define Furacão e quer time pressionando o Santos

Por Da Redação - 25 out 2011, 21h40

Mais uma rodada com cara de decisão para o Atlético Paranaense no Campeonato Brasileiro. Desta vez o desafio será encarar o Santos, que mandará seu jogo em São Paulo. O técnico Antônio Lopes já definiu uma das mudanças no time. Para o lugar de Marcelo Oliveira, suspenso, Wendel foi o escolhido pelo treinador.

‘Vou colocar o Wendel aqui. O Santos tem os dois lados fortes, o lado ofensivo deles é muito bom. E vamos precisar de um jogador como o Wendel, que marca bem, tem força e velocidade, chega com facilidade ao ataque’, disse o Delegado, que já passou a mudança para os titulares. ‘Já conversamos com o time que deve começar o jogo e passamos nosso projeto. Procuramos no treinamento fazer uma miniatura do que vamos fazer no jogo’, contou.

O comandante rubro-negro, aliás, não está preparando nenhuma marcação especial para a Neymar e pede apenas atenção ao setor responsável pelo lado do campo em que estiver atuando. ‘O Neymar já mostrou que é fora de série, um jogador excepcional, talentoso. O mundo inteiro sabe disso. Então teremos que ter cuidado com ele. Mas não vou mandar marcar individual. Nos setor que ele cair quem estiver perto fará a marcação. Mas uma marcação forte’, explicou.

Jogando longe da Arena, a principal arma do Furacão na competição, Lopes espera que o espírito seja o mesmo e promete agredir o Peixe. ‘Não tem nada a perder. Tem que atacar mesmo. O time do Santos não gosta de ser pressionado, atacado. Temos que fazer isso. Tem que jogar lá no Pacaembu do mesmo jeito que jogamos em casa. Precisamos ganhar jogo fora e a ordem é ir para cima deles’, concluiu.

Publicidade