Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Liverpool cede a protestos da torcida e desiste de aumentar preço de ingressos

Clube voltou atrás e desistiu de cobrar quase 440 reais por entradas para jogos em Anfield, depois de um acalorado debate na Inglaterra

Por Da Redação 11 fev 2016, 11h17

Dois protestos de torcedores de grandes clubes marcaram a última rodada dos campeonatos europeus. Fãs de Liverpool e Borussia Dortmund organizaram formas criativas de reclamar dos preços abusivos dos ingressos nas partidas das equipes. A insatisfação dos torcedores ingleses já deu resultado: nesta quarta-feira, o Liverpool anunciou que desistiu de aumentar o valor das entradas para a próxima temporada, quando o estádio Anfield terá sua capacidade ampliada.

O Fenway Sports Group, proprietário da tradicional equipe, pediu desculpas aos fãs por noticiar o aumento no preço do ingresso, manteve o valor antigo e decidiu congelar o valor pelas próximas duas temporadas. “Como sinal de nosso compromisso, estamos anunciando que este novo plano terá efeito também nas temporadas 2016-2017 e 2017-2018. Pelas próximas duas temporadas, o Liverpool não vai ganhar nenhuma libra adicional pelo aumento geral dos preços”, garantiram os donos do clube, em nota assinada por John W. Henry, Tom Werner e Mike Gordon, proprietários do Fenway Sports Group.

Jornal diz que Mourinho superará Guardiola e será técnico mais bem pago do mundo no United

A manifestação da diretoria do Liverpool é uma resposta aos recentes protestos da torcida. No domingo, cerca de 10.000 torcedores deixaram as arquibancadas de Anfield no 77º minuto do jogo contra o Sunderland, pelo Campeonato Inglês, em referência ao aumento do ingresso mais caro para 77 libras (439 reais). Em resposta, a diretoria do clube garantiu que o bilhete mais caro não passará de 59 libras (336 reais).

O aumento do preço gerou resposta até do primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron. “Há um problema aqui, com os clubes subindo os preços muito rapidamente a cada ano, embora muito do dinheiro do futebol venha, na verdade, dos patrocínios e dos fornecedores de material esportivo”, declarou o líder britânico. Além de congelar os preços dos ingressos, os donos do Liverpool ainda ampliaram o número de ingressos promocionais para 10.000, no valor de 9 libras (51 reais) durante toda a campanha do time no Campeonato Inglês.

Na terça-feira, outra equipe conhecida pela fidelidade de sua torcida, o alemão Borussia Dortmund, também protestou de maneira curiosa: um grupo de torcedores ficou vinte minutos fora do estádio e, ao entrar, arremessou bolinhas de tênis sobre o gramado, em duelo das quartas de final da Copa da Alemanha, contra o Stuttgart. Com o gesto, os torcedores buscavam criticar a “elitização” do futebol, comparando os valores dos ingressos ao de grandes eventos de tênis. No ano passado, torcedores do Bayern de Munique já haviam protestado contra o preço pago para assistir uma partida do time, em Londres, contra o Arsenal, pela Liga dos Campeões. Abaixo, assista ao último protesto da torcida do Borussia Dortmund.

https://youtube.com/watch?v=q7Gnj98WcLM%3Frel%3D0

(da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade