Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lionel Messi é acusado de sonegar impostos na Espanha

Craque argentino teria deixado de pagar 4 milhões de euros entre 2007 e 2009

Um procurador do estado da Catalunha, nordeste da Espanha, abriu uma ação judicial contra o atacante argentino Lionel Messi, acusado de fraudar a Receita Federal espanhola ao não pagar mais de 4 milhões de euros (aproximadamente 11,3 milhões de reais) em impostos. A denúncia de sonegação, apresentada pela promotora Raquel Amado, foi encaminhada ao tribunal de Gava, bairro de Barcelona em que vive o jogador.

Leia também:

Pelé e Messi deverão duelar nos cinemas no ano que vem

Hollywood prepara filme sobre a trajetória de Lionel Messi

O documento, apresentado ao tribunal nesta quarta-feira, traz uma denúncia contra Lionel Messi e seu pai, Jorge Horacio Messi. Ambos são acusados de três crimes contra o erário público por fraude de mais de 4 milhões de euros em declarações de imposto de renda referente aos anos de 2007, 2008 e 2009. Um juiz do tribunal deve aceitar a acusação do Ministério Público antes de iniciar um julgamento contra Messi e seu pai.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Apesar de ser argentino, Messi só atuou profissionalmente no futebol espanhol, pelo Barcelona, clube em que se profissionalizou. O atacante participou na noite de terça-feira do empate da Argentina por 1 a 1 com o Equador em Quito, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2014, no Brasil. (Com Estadão Conteúdo)