Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Liga dos Campeões: Cristiano Ronaldo perto da glória mais uma vez

Em caso de título no dia 3 de junho, contra a Juventus, português será candidato quase imbatível a ser eleito pela quinta vez pela Fifa o melhor do planeta

Cristiano Ronaldo não fez gols no jogo que classificou o Real Madrid para a final da Liga dos Campeões da Europa, a derrota por 2 a 1 para o Atlético de Madri, nesta quarta-feira. E nem precisava. O português já havia demolido o rival na partida de ida, com seus três gols no triunfo do Real por 3 a 0. Contra a Juventus, no dia 3 de junho, o atacante jogará por seu quarto título europeu e, se conquistá-lo, ficará muito próximo de ser eleito pela quinta vez o melhor jogador do mundo.

Pelo Manchester United, Cristiano Ronaldo venceu a Liga dos Campeões em 2008. No Real Madrid, ele ganhou o título em 2014 e no ano passado. Não por coincidência, nessas três temporadas o português foi escolhido pela Fifa o melhor jogador do planeta – ele também ficou com o troféu em 2013.

Caso o Real supere a Juventus de Buffon – outro candidato ao prêmio da Fifa – em Cardiff, no País de Gales, Cristiano Ronaldo vai coroar uma campanha em que superou a marca de cem gols na Liga dos Campeões, tendo chegado a 103. Além disso, ele quebrou o recorde de gols em semifinais do torneio (12) e tornou-se o primeiro jogador a marcar pelo menos dez vezes em seis edições consecutivas da competição europeia.

Para o Real, uma vitória sobre os italianos vai servir como a reafirmação de seu domínio na Europa. O último time a conquistar a Liga dos Campeões por dois anos consecutivos foi o Milan, em 1989 e 1990. Além disso, o clube aumentará para cinco títulos a sua vantagem para o segundo maior vencedor da competição, o próprio Milan.