Clique e assine a partir de 9,90/mês

Libertadores, Eurocopa, Tóquio-2020: coronavírus ameaça quais eventos?

Jogos de futebol na Itália e no Equador e provas de motociclismo foram afetados no último fim de semana. Organizadores de megaeventos mantêm cautela

Por Luiz Felipe Castro - Atualizado em 3 Mar 2020, 11h13 - Publicado em 2 Mar 2020, 16h54

A epidemia do novo coronavírus já matou mais de 3.000 pessoas em todo o mundo, de acordo com o último balanço divulgado nesta segunda-feira 2. Além da China, epicentro do surto, a propagação do Covid-19, nome técnico da doença, alcançou níveis alarmantes na Itália e na Coreia do Sul nos últimos dias e chegou a cidades sul-americanas como São Paulo e Guayaquil. Diversos eventos esportivos já foram cancelados e adiados na Ásia e o temor dos organizadores, aos poucos, começa a tomar conta do Ocidente.

Olimpíada de Tóquio

O comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio-2020 vem negando a possibilidade de os Jogos não ocorrerem, apesar das recomendações do governo japonês para que grandes aglomerações fossem canceladas ou realizadas em menor escala. Nesta terça-feira 3, um membro da organização, no entanto, abriu a possibilidade de adiamento. Seiko Hashimoto, ex-patinadora e ministra das Olimpíadas no Japão, revelou que existe a possibilidade, prevista em contrato, de que a competição seja postergada em alguns meses. “O COI tem o direito de cancelar os jogos somente se eles não ocorrerem dentro de 2020. Isso pode ser interpretado como a possibilidade dos Jogos serem adiados, contanto que sejam realizados durante esse ano”, explicou Hashimoto, durante evento na sede do poder legislativo do país. “Estamos fazendo o máximo de esforços para que não tenhamos de encarar essa situação”, completou. Dezenas de eventos esportivas foram cancelados na Ásia desde o início do ano. O fato que causou maior preocupação em relação à Olimpíada foi a severa restrição ao número de participantes da Maratona de Tóquio, marcada para 1º de março. Apenas 176 corredores profissionais poderão participar da prova, enquanto os mais de 30.000 amadores inscritos terão de ficar de fora.

Eurocopa e Liga dos Campeões

Continua após a publicidade

O 44º Congresso da Uefa, marcado para esta semana em Amsterdã, na Holanda, terá como um dos temas centrais o debate sobre os riscos do coronavírus aos grandes eventos de 2020. A Eurocopa está programada para ocorrer de 12 de junho a 12 de julho em 12 sedes (Roma, Londres, Munique, Bilbao, Amsterdã, Glasgow, Copenhagen, Dublin, Budapeste, São Petersburgo, Bucareste e Bacu). O jogo de abertura a seleção italiana e a turca está programado justamente para a capital da Itália, país que se tornou o epicentro dos surtos no Ocidente – já são mais de 1.700 infetados e 34 mortes. Nos últimos dias, jogos da liga local no norte do país foram adiados por causa do vírus. De acordo com diários europeus, dirigentes da Uefa demonstram preocupação, mas acreditam que a Euro só será afetada caso a epidemia do Covid-19 saia completamente do controle, o que, segundo a entidade, ainda está longe de ocorrer. O mesmo vale para a Liga dos Campeões, cuja final está marcada para 20 de maio, em Istambul, na Turquia. Um jogo das oitavas de final, entre e Valencia e Atalanta, gera maiores cuidados. O confronto acontece dia 10 de março, na Espanha, e é possível que torcedores italianos sejam proibidos de viajar à Espanha, já que Bérgamo, a cidade da Atalanta, fica justamente na região da Lombardia, a mais afetada da Itália. Um jornalista espanhol que cobriu o jogo de ida, em Milão, foi diagnosticado com o vírus na semana passada.

Torcedores da Juventus usou máscaras na partida contra o Lyon, na França
Torcedores da Juventus usou máscaras na partida contra o Lyon, na França Catherine Ivill/Getty Images

Libertadores

Até o momento, a Conmebol não manifestou qualquer preocupação em relação ao vírus, mas o debate começou a crescer no último fim de semana depois que a liga do Equador ordenou que dois jogos em Guayaquil fossem disputados com portões fechados. A cidade equatoriana foi a segunda da América do Sul, depois de São Paulo, a confirmar casos da doença (já são cinco, todos ligados à vítima inicial, uma idosa que viajou para a Espanha). Guayaquil tem dois representantes no torneio: Barcelona e Emelec, enquanto a capital paulista conta com Palmeiras e São Paulo. Na quarta-feira, 4, o Barcelona enfrenta outro clube equatoriano, o Independiente del Valle, e os ingressos para o jogo seguem sendo vendidos normalmente até o momento.

Copa América

Continua após a publicidade

O torneio será disputado na Argentina e na Colômbia, dois países que ainda não registraram casos de coronavírus, entre 12 de junho e 12 de julho. Oficialmente, nenhuma autoridade da Conmebol tratou sobre qualquer possibilidade de adiamento.

Fórmula 1 e MotoGP

O GP da China, quarta prova da temporada que estava marcada para 19 de abril, em Xangai, foi adiada, ainda sem previsão de inclusão de uma nova data no calendário. No entanto, a estreia da F1 em 2020, no GP da Austrália, entre os dias 13 e 15 de março, segue mantida. Os organizadores da prova em Melbourne garantiram em recentes entrevistas que não há risco de adiamento, mas avisaram que torcedores e funcionários de equipes vindos de Japão e Itália terão de passar por avaliações nos aeroportos, em processo que pode durar algumas horas. A organização da MotoGP, principal categoria de motos, tomou medidas mais drásticas: cancelou o GP do Catar, que abriria a temporada nesta semana, e adiou a prova seguinte, na Tailândia.

Grande Prêmio da China de Fórmula 1 acontece em Xangai Clive Mason/Getty Images

 

Publicidade