Clique e assine a partir de 8,90/mês

Libertadores: Del Valle bate Boca e fica a um empate da final

Equipe equatoriana venceu os hexacampeões do torneio, de virada, por 2 a 1, na altitude de Quito, no jogo de ida da semifinal

Por Da Redação - 8 jul 2016, 10h24

O modesto Independiente Del Valle, do Equador, deu um passo importante para chegar à final da Copa Libertadores pela primeira vez. Na noite desta quinta-feira, a equipe equatoriana bateu o Boca Juniors, de virada, por 2 a 1, na primeira partida da semifinal, no Estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito. O jogo de volta acontece na próxima quinta-feira, em La Bombonera, em Buenos Aires, e a equipe equatoriana jogará por qualquer empate. Vitórias por 1 a 0 ou acima de dois gols de diferença classificam a tradicional equipe argentina, seis vezes campeã continental.

O Boca saiu na frente aos 12 minutos de partida com o volante Pablo Pérez, que concluiu após tabela com Fernando Zuqui. O Dell Valle, que tem poucos anos de experiência na elite do Equador, tinha mais posse de bola, mas criava poucas chances. O gol de empate só saiu no início da segunda parte. Bryan Cabezas aproveitou falha da zaga, recebeu livre na área e bateu sem chances para o goleiro Agustín Orión.

Leia também:

São Paulo perde por 2 a 0 em casa e se complica

Maicon se desculpa por expulsão: ‘Esforço da diretoria será recompensado’

São-paulinos entram em confronto com a polícia no Morumbi

O segundo e merecido gol chegou aos 30 minutos, quando o colombiano Frank Fabra errou na saída de bola, Mario Rizzotto recuperou e passou para José Angulo girar bonito, se livrar de dois zagueiros com apenas um toque, e finalizar cruzado, sem chances para Orión. Nos minutos finais, o Boca tentou pressionar, com finalizações de seu principal jogador Carlitos Tevez, para fora. O time argentino sofreu bastante com a altitude de Quito e agora terá que confirmar o favoritismo no jogo de volta, na capital argentina.

Apenas duas equipes equatorianas chegaram à final da Libertadores: a LDU, campeã em 2008 sobre o Fluminense, e o Barcelona de Guayaquil, que perdeu a final de 1998 para o Vasco da Gama.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade