Clique e assine a partir de 8,90/mês

Libertadores: Corinthians visita Danubio para encaminhar vaga

Time terá a volta do artilheiro Paolo Guerrero diante do lanterna do grupo

Por Da Redação - 17 mar 2015, 09h16

O Corinthians quer se aproximar ainda mais da vaga às oitavas de final da Copa Libertadores e para isso precisa vencer o uruguaio Danubio, em Montevidéu, na noite desta terça-feira. Líder do Grupo 2 com duas vitórias em dois jogos, o clube paulista terá o retorno de seu principal atacante, o peruano Paolo Guerrero, que cumpriu três jogos de suspensão por sua expulsão na fase preliminar contra o Once Caldas. A partida no acanhado estádio Luis Franzini começará às 20h (de Brasília).

Leia também:

Paulistão: Corinthians amarga seu primeiro 0 a 0 no ano

Com tabu ampliado, Elias vê São Paulo ‘com raiva’ do Corinthians

Corinthians vence San Lorenzo com gol de Elias

Ainda magoado com a suspensão, o atacante Guerrero afirmou que está ansioso para voltar a jogar pela Libertadores. “Foi uma eternidade esperar para voltar. Fiquei chateado por não ter uma sequência, foi ruim para mim. Mas agora estou de volta e espero fazer os gols que não pude fazer nos primeiros jogos.”

Outra novidade do Corinthians é o retorno de Renato Augusto. O meio-campista não joga desde a partida contra o San Lorenzo, no dia 4, quando levou uma pancada no tornozelo esquerdo e precisou ser substituído no intervalo. Ele admitiu nesta segunda-feira que está apenas com 70% da sua condição física, mas foi confirmado pelo técnico Tite entre os titulares.

A diretoria do Danubio, último colocado do grupo sem nenhum ponto, transferiu o jogo do famoso Estádio Centenário para o Luis Franzini, do Defensor. O local é acanhado, com o campo pequeno e as arquibancadas próximas às laterais do gramado. O local tem capacidade para 18.000 torcedores, mas a expectativa é de público menor. O Danubio não pode atuar na Libertadores em seu estádio, o Jardins do Hipódromo, por falta de iluminação no local. O Corinthians já venceu o São Paulo, em casa, e o San Lorenzo, fora.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade