Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Libertadores: Centurión marca de cabeça e São Paulo abre 1 a 0 no Cruzeiro

Argentino salvou a noite do time do Morumbi e a dos 66.369 torcedores que foram ao estádio, estabelecendo novo recorde de público do futebol brasileiro em 2015

Por Da Redação 7 Maio 2015, 00h16

O primeiro duelo entre São Paulo e Cruzeiro pelas oitavas de final da Copa Libertadores esteve muito próximo de ficar no zero. Por culpa principalmente de Fábio, que fez cinco importantes defesas nesta quarta-feira. O goleiro do time mineiro, no entanto, não suportou até o fim a superioridade do adversário, que criou mais chances e dominou praticamente toda a partida. Aos 37 minutos do segundo tempo, o argentino Ricky Centurión furou a barreira cruzeirense e anotou de cabeça o gol da vitória do São Paulo por 1 a 0, em noite de público recorde no Morumbi: 66.369 torcedores, maior marca do ano no futebol brasileiro, que superou a da final da Copa do Nordeste (63.399).

LEIA TAMBÉM:

Corinthians joga mal e Guaraní vence por 2 a 0 no Paraguai

Em jogo eletrizante, Atlético-MG e Inter empatam em 2 a 2

Substituto de Michel Bastos, que contraiu dengue, o meia-atacante teve outras oportunidades ao longo do jogo, mas, assim como seus colegas, teve muita dificuldade diante do goleiro cruzeirense e das traves. Sua insistência, porém, o levou a confirmar a previsão de Alexandre Pato, que na véspera apostou que a noite de quarta-feira seria do ex-jogador do Racing, que já havia sido decisivo em triunfo sobre o Danubio, no Uruguai, pela fase de grupos.

O ritmo empregado pelo São Paulo no começo do jogo desta quarta-feira fez lembrar o da última partida, contra o Corinthians. Desta vez, porém, sem Michel Bastos, que contraiu dengue e foi substituído pelo meia-atacante argentino Ricky Centurión. Também sem o volante Hudson, o qual deu lugar a Wesley, reforço finalmente inscrito no torneio. Com os dois, o time se manteve veloz e agressivo, diante de um Cruzeiro disposto a se defender desde o apito inicial, na esperança de encaixar um contra-ataque – o que não ocorreu.

A decisiva partida de volta será daqui a uma semana, no Mineirão. Para eliminar o atual bicampeão brasileiro, o São Paulo recisará apenas de um empate. Antes disso, no entanto, ambos jogam pelo Campeonato Brasileiro. O São Paulo, ainda no Morumbi, recebe o Flamengo no sábado. Um dia depois, o Cruzeiro recebe o Corinthians, em Belo Horizonte.

(Com Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade