Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Libertadores: Atlético-MG e Botafogo estreiam nos grupos

Mineiros pegam o Zamora fora de casa; cariocas recebem o San Lorenzo no Rio

Por Da Redação 11 fev 2014, 07h55

“Vencer no começo é importante, assim como a gente fez no ano passado. Claro que vamos jogar fora de casa, mas a Libertadores a gente já sabe como funciona”, disse Tardelli, do Atlético

Dois dos seis clubes brasileiros que participam da Copa Libertadores estreiam nesta terça-feira na fase de grupos da competição. Um deles é justamente o atual campeão do torneio continental. O Atlético-MG começa a defender o seu título contra o desconhecido Zamora, às 22h15 (de Brasília), no estádio La Carolina, na cidade de Barinas, na Venezuela, pelo Grupo 4. A presença de Ronaldinho Gaúcho dá confiança aos companheiros que sonham com um novo título na principal competição de clubes do continente americano. “Ele é um cara talentoso e nosso rendimento com ele tem sido incrível. Estamos felizes com a sua volta e esperamos que o Ronaldinho possa ser como foi ano passado”, disse o zagueiro Rever.

Leia também:

Últimos times avançam e Libertadores define seus grupos

Libertadores: Botafogo e Atlético-PR vão à fase de grupos

O atacante Diego Tardelli admitiu nesta segunda que o Atlético conhece pouco do seu adversário e do local da sua estreia na Libertadores, mas garantiu que esses fatores não vão afetar o desempenho da equipe. “Teremos dificuldades com equipes que não estamos acostumados a ver jogar, mas para nós não tem mistério, já sabemos como funciona. Nosso time é forte, é praticamente o mesmo do ano passado. Nada melhor que começar vencendo na Libertadores e, por isso, é importante fazer um bom jogo”, disse. Atual campeão, o Atlético conseguiu um início praticamente perfeito no ano passado, com 15 pontos somados em seis jogos, o que lhe garantiu a melhor campanha da fase de grupos. O time espera repetir a dose neste ano.

“Vencer no começo é importante, assim como a gente fez no ano passado. Claro que vamos jogar fora de casa, mas a Libertadores a gente já sabe como funciona. Sabemos todos os detalhes e que não tem adversário fácil. Estamos preparados para defender nosso título e esperamos começar com o pé direito a competição”, afirmou. Em relação ao time que foi campeão no ano passado, o Atlético tem duas grandes novidades: o técnico Paulo Autuori, que já foi campeão com o rival Cruzeiro em 1997 e com o São Paulo em 2005, e o experiente zagueiro Otamendi, principal reforço da temporada. No Grupo 4 ainda estão Independiente Santa Fé, da Colômbia, e Nacional, do Paraguai, que se enfrentam nesta quarta.

Continua após a publicidade

Botafogo – Depois da classificação contra o Deportivo Quito, do Equador, na fase preliminar, o Botafogo volta a campo pela Libertadores nesta terça. Desta vez, os cariocas enfrentam um adversário mais tradicional: o San Lorenzo, da Argentina. O jogo será no Maracanã. A equipe carioca terá pela frente o campeão argentino e vai em busca de um bom resultado em casa para entrar na bruga por uma vaga na segunda fase. O técnico Eduardo Húngaro optou pela manutenção da escalação do time que goleou o Deportivo na última semana. Mas pode haver uma alteração: o volante Bolatti pode ocupar o lugar de Marcelo Mattos. O esquema com dois atacantes foi mantido. Com isso, Wallyson e Ferreyra serão os encarregados de fazer os gols do Botafogo no duelo.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

​Húngaro falou sobre o adversário desta terça-feira e minimizou a derrota do San Lorenzo na estreia do Campeonato Argentino. O treinador elogiou os adversários e espera um duelo complicado para o Botafogo. Por isso, o técnico alvinegro pediu a presença da torcida para apoiar a equipe. “O San Lorenzo perdeu, mas fez um bom jogo. É uma equipe consistente, muito bem definida atrás, que sabe atacar e tem muita velocidade na frente. O grau de dificuldade será muito grande para a gente. Precisamos dos nossos torcedores presentes, como aconteceu na última partida.” Pelo lado do San Lorenzom, o técnico Edgardo Bauza não confirmou a escalação, mas já se sabe que ele terá dois desfalques importantes: o zagueiro Alvarado, suspenso, e o meia Romagnoli, que está contundido e ficará no banco.

(Com Estadão Conteúdo e agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade