Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leonel apresenta projeto para sanar dívidas e ‘salvar o Guarani’

No último sábado, horas antes da goleada por 4 a 1 sobre o Salgueiro, resultado que praticamente livrou o Guarani do risco de rebaixamento para a Série C de 2012, o presidente do clube, Leonel Martins de Oliveira, apresentou outro projeto que promete tirar o time da crise financeira que vive.

Com quatro meses de salários atrasados para atletas e demais funcionários, o Bugre ameaçava acertar a venda do estádio Brinco de Ouro da Princesa em troca de uma nova arena mais afastada do centro de Campinas, além de um auxílio financeiro justamente para saldar as dívidas.

No entanto, durante a última semana, o clube estudou a nova alternativa proposta pelo arquiteto Roberto Leme, que diz respeito à construção de um espaço que integre a avenida Princesa D’Oeste com o complexo Brinco de Ouro, na intenção de partilhar o patrimônio do clube e construir prédios residenciais e uma galeria no entorno do estádio.

O projeto de Leme tomou forma com o apoio do empresário Carlos Pinto Neto que há cinco meses procurou Leonel com o desejo de realizar alguns estudos e bolar uma estratégia para conseguir o dinheiro necessário e reerguer o clube sem ser obrigado a trocar de endereço, como indica a permuta do patrimônio, outra alternativa viável.

Para o presidente do Bugre, no entanto, o projeto ainda precisa ser melhor avaliado: ‘Essa é mais uma opção que pode ajudar a salvar o Guarani, se não der certo a permuta do patrimônio, seria uma ótima alternativa. É um projeto muito bonito e audacioso, mas precisa ser estudado minuciosamente. Por ser algo mais recente do que a permuta do patrimônio, que já vem sendo estudada, pode demorar um pouco mais para ser concluído ou não. Tudo depende das negociações’.