Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Leonardo diz que suspensão forçou sua saída do PSG

Por Da Redação 5 ago 2013, 12h17

Contratado para comandar o milionário projeto do Paris Saint-Germain, que fez sucesso na temporada passada com a conquista do título do Campeonato Francês, o brasileiro Leonardo pediu demissão do cargo de diretor do clube em julho. Segundo ele, o principal motivo foi a suspensão de um ano que recebeu da Federação Francesa de Futebol por causa da agressão a um árbitro.

Leia também:

Após polêmica, Leonardo deixa o cargo de diretor do PSG

Leonardo passa bem após mal-estar na noite de domingo

Leonardo foi inicialmente suspenso por nove meses por ter dado um empurrão no árbitro Alexandre Castro ao fim da partida entre PSG e Valenciennes, no começo de maio, quando reclamava da expulsão do zagueiro brasileiro Thiago Silva ainda no primeiro tempo. Ele entrou com recurso, que foi negado. E a pena foi ampliada para um ano, até junho de 2014.

Continua após a publicidade

Leia também:

No título do PSG, briga entre Leonardo e Ibra; veja o vídeo

Leonardo pede a namorada em casamento na TV; assista

Logo depois, Leonardo pediu demissão, no dia 10 de julho. Nesta segunda, ele deu entrevista ao jornal francês Le Parisien, em que falou sobre sua saída do clube. “Era impossível continuar a fazer o meu trabalho. Eu era o principal responsável pelo projeto do PSG, mas tudo ficou muito complicado com a suspensão. O que fizeram comigo foi muito injusto.”

Leonardo ainda falou com entusiasmo sobre o time que o PSG está montando nesta temporada. “Ter na mesma equipe o artilheiro do Campeonato Italiano, Cavani, e o artilheiro do Campeonato Francês, Ibrahimovic, é incrível. Ainda mais quando estão rodeados de jogadores como Lucas, Pastore, Menez e Lavezzi. O PSG tem o melhor ataque do mundo com esses seis elementos.”

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade