Clique e assine com 88% de desconto

Léo defende Muricy e pede que reservas também mostrem valor

Por Da Redação - 10 jun 2012, 20h57

Para evitar lesões de última hora, o técnico Muricy Ramalho decidiu poupar jogadores como Edu Dracena, Arouca e Elano do confronto deste domingo, diante do São Paulo, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O Santos entra em campo na quarta-feira, pelas semifinais da Copa Libertadores, contra o Corinthians, mas o experiente lateral Léo crê que a disputa simultânea da competição continental não pode ser desculpa para os reservas da equipe que foi derrota por 1 a 0 pelo Tricolor, no Morumbi.

Apenas Maranhão, Durval, Henrique, Alan Kardec e o próprio Léo devem ser titulares contra o Corinthians. Mas, na visão do lateral que deve atuar como armador da equipe no lugar de Ganso, lesionado, os reservas têm a obrigação de mostrar seu valor na disputa do Campeonato Brasileiro, em busca de oportunidades na equipe considerada principal.

‘O time tem muitas lesões, o Muricy não pode forçar, porque teve um clássico hoje, mas tem um clássico decisivo na quarta-feira. Só fica no Santos quem tem potencial para ficar, os caras têm que mostrar que têm valor também. Jogamos bem contra o São Paulo, por ser uma equipe que nunca jogou junta, mas isso não serve como desculpa. Nosso time tem muita qualidade’, comentou o experiente lateral santista.Nas primeiras quatro rodadas do Brasileirão, o Peixe acumulou apenas três pontos, dos empates contra Bahia, Sport e Fluminense. Derrotado pelo São Paulo neste domingo, o time volta aos gramados na quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), na Vila Belmiro, pela Libertadores. No Brasileirão, o desafio é domingo, às 16 horas, contra o Flamengo, quando os reservas devem ter nova oportunidade com Muricy.

‘O Santos precisa focar nas duas competições, porque é um clube muito grande. Tem que fazer o possível para chagar e ganhar as duas, não tem desculpa’, encerrou Léo, confiante na sequência da temporada 2012.

Publicidade