Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leão vê Lucas e Luis Fabiano como dupla completa, mas exalta meias

Nos últimos dois jogos, o São Paulo venceu o Independente de Tucuruí por 4 a 0 e o Santos por 3 a 2 em grandes atuações de Lucas e Luis Fabiano: o centroavante marcou seis gols e o meia-atacante foi decisivo com assistências e o gol do triunfo no San-São. Desempenhos que fazem o chefe enaltecer a parceria. Mas sem esquecer quem lhes entrega a bola.

‘Os dois se completam. Um com a velocidade e o espírito jovem e outro com a experiência e a percepção de prever o que acontece antes do gol. Os dois têm técnica, mas precisamos de uma maneira para a bola se aproximar de ambos. E temos um fator muito importante: o auxilio dos dois volantese a inteligência tática do Cícero’, indicou.

Ao lembrar do meio-campo, o treinador ressalta o empenho coletivo que fez possível manter sua promessa de atingir uma formação ideal em abril mesmo lidando com muitos lesionados. Por isso, prefere, no momento, vencer antes de dar espetáculo, para dar confiança.

E o exemplo da fase positiva ocorreu na sexta vitória consecutiva, nesse domingo. Mesmo com um a menos desde os oito minutos do segundo tempo devido à expulsão de Rodrigo Caio, o time triunfou no Morumbi. A lamentar, apenas os erros na etapa inicial, quando o Tricolor poderia ter construído uma goleada antes do intervalo.

‘Os erros vieram no momento da fatalidade, do imponderável, do improviso, da autoconfiança ou da não-confiança. Mas o importante é que estavam lá. O duro é quando a bola se apresenta e não tem ninguém na área’, enalteceu.

‘O primeiro tempo foi legal, com uma performance excelente, poderíamos ter matado o jogo com no mínimo cinco oportunidades em 30 minutos. Mas o que faltou no primeiro tempo ocorreu no segundo em termos de gol e aproveitamento’, continuou comemorando o treinador.