Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Leão reestreia no São Paulo em busca de nova ‘Conmebol’ na carreira

Por Da Redação 26 out 2011, 06h27

Em 1997, o então pouco cotado Emerson Leão era uma aposta contestável no Atlético-MG, mas iniciou sua caminhada para ser um técnico de alto escalão ao vencer a Conmebol naquele ano, repetindo o título em 1998 com o Santos. Um passaporte para a glória que ele pode começar a repetir na reestreia pelo São Paulo às 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira, contra o Libertad, no estádio Nicolás Leoz, no Paraguai.

A partida garante a classificação para as quartas de final da Copa Sul-americana, competição secundária do continente como era a Conmebol nos anos 1990. O Tricolor passa mesmo em caso de derrota por até um gol de diferença, já que venceu o primeiro confronto por 1 a 0 no Morumbi, com gol de Luis Fabiano, sob o comando interino de Milton Cruz.

‘Se eu fosse jogador do nosso adversário, eu estaria contando os minutos para jogar. É a vida ou o resultado’, declarou Leão. ‘O São Paulo tem meio resultado, mas precisa confirmar o que fez no Morumbi’, continuou, ainda indisposto a escolher entre Brasileiro ou Sul-americana para colocar a equipe na Libertadores de novo.

Essa dúvida não faz parte do Libertad. Na briga pelo título paraguaio, o técnico Jorge Burruchaga ainda não quer abrir mão da Copa Sul-americana, embora valorize mais a conquista nacional. De qualquer forma, não aceitará um vexame em seu estádio, em Assunção.

Diferentemente da postura adotada no Morumbi, quando teve sempre nove jogadores no campo defensivo e dois atacantes prontos para o contra-ataque, o time paraguaio deve avançar mais. Mas sem deixar espaços para sofrer um gol que complicaria ainda mais a missão de avançar na Sul-americana.

‘Será uma partida distinta. Devemos ser inteligentes para não levarmos gol e sabermos que há 90 minutos para fazermos o melhor e nos classificarmos. A disputa está aberta, mas estramos conscientes de que os 180 minutos são de jogos distintos. Logicamente, o São Paulo vai administrar sua mínima vantagem’, previu o técnico argentino.

FICHA TÉCNICA

LIBERTAD X SÃO PAULO

Continua após a publicidade

Local: estádio Nicolás Leoz, em Assunção (Paraguai)

Data: 26 de outubro de 2011, quarta-feira

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)

Assistentes: Eduardo Díaz e Wilson Berrio (ambos da Colômbia)

LIBERTAD: Medina; Bonet, Benegas, Canuto e Samudio; Víctor Ayala, Sergio Aquino, Víctor Cáceres e Civelli, Robin Ramírez e Menéndez

Técnico: Jorge Burruchaga

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Denilson, Wellington, Lucas e Cícero; Dagoberto e Luis Fabiano

Técnico: Emerson Leão

Continua após a publicidade
Publicidade