Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leão não diz se fica, mas já planeja temporada e evolução em 2012

É impossível perceber qualquer clima de despedida em Emerson Leão nesta semana. O seu contrato se encerraria no domingo, após o fim do Brasileiro, mas o treinador demonstra bom humor sempre que indagado sobre sua permanência. O ex-goleiro já fala até da pré-temporada em 2012 e de evolução do time no próximo ano. É bem possível que a renovação seja anunciada depois do jogo contra o Santos.

‘Estou com cara de preocupado? Não. Os dois lados estão cumprindo o que prometeram, é o que posso dizer’, afirmou o técnico, abrindo um largo sorriso ao dar a declaração. Ele até faz promessas em relação ao futuro desta equipe.

‘Apesar de não estarmos ganhando quando devíamos, eles estão em um caminho, pelo menos de trabalho, legal. Tenho absoluta certeza e o torcedor também pode ter que, depois da pré-temporada, o time vai iniciar bem diferente’, assegurou, logo despistando. ‘Como diria um jogador: ?comigo ou sem migo’.’

Contratado a um mês e meio do final da temporada, em 24 de outubro, Emerson Leão provou a Juvenal Juvêncio que o problema é elenco, não técnico – tanto que Paulo César Carpegiani e Adilson Batista foram trocados e o time não evoluiu. Em suas manifestações, o diretor de futebol Adalberto Baptista, que lida diariamente com o treinador, distribui elogios. Ao que parece, basta o aval do presidente.

O ex-goleiro, por sua vez, tem feito a sua parte pensando no futuro. O mandatário não abrirá mão de impor um aproveitamento cada vez maior das categorias de base, e Leão não se limitou a visitar o centro de treinamento em Cotia, que abriga os jovens atletas. Tirou Rivaldo da concentração e o levou para acompanhar a final do Campeonato Paulista sub-20 no sábado entre São Paulo e Mogi Mirim, clube que tem o meia como um dos proprietários.

‘Fui a Mogi silencioso para ver o jogo. Eu não poderia ter estado na base e não ver na prática o que resulta. Infelizmente, a chuva era tanta, tão intensa, que a técnica e o esquema talvez tenham ficado para trás. Seria injusto lidar com o resultado daquele dia. Terei outras oportunidades para vê-los’, falou Leão, exaltando a luta dos garotos que foram campeões ao empatar um jogo que perdiam por 3 a 0 até os 41 minutos do segundo tempo.

O técnico está tão envolvido com uma parte bastante importante do clube que até ressalta a responsabilidade de lidar com os valores vindos de Cotia. ‘A estrutura não é boa, é maravilhosa. Tão maravilhosa que, para quem a dirige, a cada dia aumenta mais a responsabilidade para fazer jogadores porque tem tudo para isso. É até perigoso’, opinou.