Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leão conta com Piris para evitar novas improvisações na direita

O lateral direito Piris pode ser a única novidade positiva do São Paulo para o próximo domingo, quando visita o XV de Piracicaba pela 12rodada do Campeonato Paulista. Sem contar com os suspensos Denílson e Casemiro e pior, sem qualquer alternativa para a posição do paraguaio, Leão promete uma conversa visando evitar novas improvisações.

Piris sentiu um desconforto na coxa esquerda minutos antes de o São Paulo entrar em campo no Morumbi, contra o Guaratinguetá, na quinta. O camisa 2 havia sofrido uma lesão semelhante que o manteve fora do time de Leão por duas semanas. Após dois empates por 3 a 3 como titular, ele deixou o time na vitória por 3 a 0 sobre a Garça.

Ocupada por João Filipe em um primeiro momento, a lateral direita ficou órfã outra vez com a expulsão do zagueiro improvisado na derrota diante do Corinthians. Dessa forma, tanto contra o Paulista quanto na quinta-feira, o volante Rodrigo Caio foi deslocado para a posição e agradou.

‘O Piris não está antecipadamente fora. Fiquei de conversar com ele quando começar a concentração (às 22 horas desta sexta), para ver se podemos realizar alguma preparação ou colocá-lo em campo direto. Se eu sentir que perdura essa insegurança, ele não irá. Caso isso não ocorra e se defina a favor, ele está escalado, não posso me dar ao luxo de poupar’, afirmou o técnico Emerson Leão após a reapresentação do grupo.

O treinador pretendia poupar alguns jogadores do duelo de domingo pensando na quarta-feira, quando visita o Independente em Belém do Pará na abertura da Copa do Brasil. Entretanto, apenas 17 jogadores estão à disposição no momento e alguns titulares acabariam sendo mantidos. Para evitar reclamações dentro do elenco, Leão decidiu mandar a campo apenas titulares, com as devidas baixas por lesão ou suspensão.

Sem contar com Casemiro e Cícero, suspensos, além dos outros oito lesionados, o São Paulo deve enfrentar o XV de Piracicaba com a seguinte escalação: Dênis; Piris, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Rodrigo Caio, Maicon, Cícero e Jadson; Lucas e Willian José.

Caso Piris termine sendo desfalque do Tricolor, a disputa pela titularidade na lateral direita será travada pelos zagueiros Luiz Eduardo e João Filipe, com larga vantagem para o primeiro.