Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Leão confirma punição a Luis Fabiano por expulsão

Por Da Redação - 19 jun 2012, 13h03

Por Fernando Faro

São Paulo – Um dia depois de o São Paulo não confirmar a aplicação de uma punição a Luis Fabiano por causa da expulsão do atacante durante a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG, no último domingo, no Morumbi, o técnico Emerson Leão revelou nesta terça-feira que o jogador, de fato, foi punido. O atleta chegou a divulgar um vídeo em sua página no Twitter para se desculpar com os torcedores são-paulinos pela expulsão, embora tenha negado a existência de ofensas ao árbitro Elmo Alves Resende Cunha, que relatou xingamentos do são-paulino na súmula da partida.

“O que tinha que ser dito sobre ele (Luis Fabiano), já foi dito. Ele está descobrindo que chegou no limite e isso é importante pra ele, e isso é importante para ele. Fico chateado em ter que punir, mas não compete a mim, eu apenas comunico. Não sei se a assessoria de imprensa falou, mas a atitude foi tomada”, disse Leão, sem revelar o teor da punição ao jogador.

Luis Fabiano vem sendo alvo de muitas críticas por causa de seu temperamento explosivo. O próprio Leão e o meia Lucas condenaram a atitude do atleta no jogo diante do Atlético-MG, sendo que o atacante já levou cinco cartões amarelos nesta edição do Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Por causa deste último cartão vermelho, ele não poderá enfrentar a Portuguesa no próximo sábado, no Canindé, pela sexta rodada da competição nacional, e ainda corre sério risco de levar mais jogos de suspensão por causa dos relatos do juiz na súmula do duelo diante dos atleticanos.

RISCO DE DEMISSÃO? – Luis Fabiano foi um dos temas da entrevista coletiva concedida por Leão nesta terça pela manhã no CT da Barra Funda, onde o treinador ironizou críticas contra o futebol exibido pelo São Paulo nas últimas partidas e também se irritou ao ser questionado se uma eliminação diante do Coritiba, nesta quarta-feira, no Couto Pereira, no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, poderia causar a sua demissão.

Leão foi questionado sobre o assunto ao ser lembrado de que, na última segunda-feira, o presidente Juvenal Juvêncio garantiu, em evento realizado no Morumbi, a permanência do comandante mesmo em caso de eliminação nesta quarta. “Não sei nem porque foi feita a pergunta (ao dirigente sobre a demissão). Pelos números que tenho, não foi (uma boa pergunta). Então, não muda nada. O que muda é sempre nossa responsabilidade, que aumenta com a nossa vitória. Jogar feio ou bonito, vai das circunstâncias que o adversário oferece. Nós não temos no País nenhum time que só joga bonito, nem as seleções europeias são assim”, disse o treinador.

Publicidade