Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leão cogita marcação particular em quem municia Neymar e Ganso

Em meio à expectativa por uma marcação individual sobre Paulo Henrique Ganso e Neymar, Emerson Leão surpreende. O técnico demonstra preocupação com a saída de bola do Santos e cogita escalar no domingo, no Morumbi, alguém para vigiar atletas como os meio-campistas Arouca, Henrique e Ibson.

‘Posso achar que outros dois precisam de marcação. Um termina as jogadas, mas o outro que alimenta pode ser tão precioso quanto ele’, comentou o comandante do São Paulo, com um sorriso no rosto.

O ex-goleiro nunca se colocou contra a prática de determinar um perseguidor a astros rivais. Contudo, diante de um possível cansaço da equipe de Muricy Ramalho, acredita que pode vencer o clássico se nem deixar a bola chegar perto do trio ofensivo formado por Ganso, Neymar e Borges na equipe alvinegra.O treinador até tentou ter mais base para sua análise assistindo à vitória por 3 a 1 do Peixe sobre o Juan Aurich na quinta-feira, pela Libertadores. Mas foi atrapalhado pelo sinal da transmissão do jogo, já que choveu muito em São Paulo naquela noite, e também com a qualidade do campo em que o time litorâneo atuou, no Peru.

‘Não era campo sintético, era carpete, e colocado em 2005. Este jogo não pode ser levado em consideração para uma análise técnica e tática do Santos. Mas, individualmente, conhecemos todos eles’, afirmou, sem demonstrar nenhuma preocupação com o mistério do comandante adversário sobre poupar atletas no San-São.

‘Compete ao Muricy ver o que é melhor. Nossa responsabilidade é procurar a vitória’, disse Leão. ‘Lá tem um técnico mais do que definido e um time que pretende sempre honrar a tradição, como é o nosso caso aqui. Portanto, cada um cuida do seu’, completou o treinador.