Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leandrinho revela desejo de disputar a Olimpíada

Por AE

São Paulo – A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) parece estar preparando o terreno para a volta de Leandrinho e Nenê à seleção. Depois de o presidente Carlos Nunes afirmar que os dois seriam convocados para Olimpíada, nesta quinta-feira foi a vez de o site da entidade publicar uma entrevista com Leandrinho em que o ala/armador do Indiana Pacers afirma querer voltar a defender o Brasil.

“Sempre fui defender a seleção brasileira. Estive com alguns problemas de contusões que algumas pessoas entenderam, outras não. Se for convocado com certeza irei. Agora estou trabalhando muito forte para chegar na minha melhor forma, se for chamado e ficar entre os 12 jogadores que irão à Olimpíada. Quero ajudar o Brasil a conquistar uma posição de destaque”, disse o jogador do Pacers.

Leandrinho estava entre os convocados do técnico Rubén Magnano para disputar o Pré-Olímpico de Mar del Plata, mas pediu dispensa, por carta, no dia da apresentação, alegando uma lesão na mão. Nenê também não se apresentou, por motivos pessoais, e mesmo sem os dois o Brasil conseguiu uma vaga olímpica que não vinha desde 1996. Agora, a dúvida é se eles voltam para ajudar a equipe na briga por um pódio, ou se seguem de fora, valorizando assim os jogadores que estiveram na Argentina.

No mês passado, o presidente da CBB, Carlos Nunes, chegou a dizer que os dois seriam convocados – ele inclusive marcou um torneio amistoso para São Carlos, por ser esta a cidade natal de Nenê. Depois, porém, Magnano negou. Disse que só ele sabe a lista de convocados e que é ele, treinador, quem define quem irá chamar.

Na entrevista ao site da CBB, Leandrinho também falou sobre seu momento na NBA. Na parte final da temporada regular, ele trocou o Toronto Raptors, time sem expectativa, pelo Indiana Pacers, que está vencendo o playoff contra o Orlando Magic por 2 a 0.

“(A troca) foi ótima em todos os sentidos. Com todo respeito que tenho pelo pessoal do Raptors, porque lá também fui bem acolhido, e adquiri mais experiência, mas estou em uma equipe que está fazendo um bom playoff. O grupo é jovem e forte e eu estou aos poucos buscando um cantinho para mim na equipe. Para mim aqui, no Pacers, está dando tudo certo”, disse ele.