Clique e assine com até 92% de desconto

Lance Armstrong admite uso de doping, diz jornal

Ex-ciclista teria feito confissão durante entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, que vai ao ar na próxima quinta. Canal de TV não confirma informação

Por Da Redação 14 jan 2013, 23h46

Pela primeira vez desde que se viu envolvido no escândalo de doping que arruinou sua carreira e o seu legado no ciclismo, Lance Armstrong admitiu que utilizou substâncias para melhorar seu rendimento. O ex-cliclista admitiu o doping durante a gravação de uma entrevista dada à apresentadora Oprah Winfrey, segundo o jornal USA Today.

Leia também:

Leia também: Os prejuízos de Armstrong: 7 títulos e 25 milhões de reais

A confissão, que já era esperada segundo fonte do próprio jornal, deve ser transmitida na próxima quinta-feira. Em mensagem postada no Twitter, a própria Oprah assinalou que a entrevista durou duas horas e meia e que o ex-ciclista se mostrou “preparado”, mas nenhum outro comentário sobre o conteúdo foi feito, nem por ela, nem pela equipe de sua rede de TV, a OWN. “Não confirmamos nenhum detalhe específico sobre a entrevista neste momento”, declarou um porta-voz do canal.

No último sábado, Armstrong afirmou em um comunicado que falou para a apresentadora ir até onde ela quisesse e que ele iria responder às perguntas “diretamente, honestamente e candidamente”.

Continua após a publicidade

Antes de gravação do programa de Oprah Winfrey, o ex-ciclista pediu desculpas aos membros da Livestrong, fundação criada por ele mesmo para apoiar o combate ao câncer – doença que o próprio Armstrong enfrentou, Além disso, ele afirmou aos funcionários que pretende resgatar o prestígio da organização.

Leia também:

Leia também: Armstrong quebra o silêncio, mas não rebate acusações

Por causa do caso de doping, Lance Armstrong teve todos os seus sete títulos da Volta da França cassados, depois que a Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada) divulgou um relatório detalhado acusando o norte-americano de promover “o mais sofisticado, profissional e bem-sucedido programa de dopagem que o esporte já viu”. Depois do escândalo, Armstrong foi banido do ciclismo pela União Ciclística Internacional (UCI).

(Com agências EFE e Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade