Clique e assine a partir de 9,90/mês

Lais Souza recebe alta, mas segue morando em Miami

Brasileira continuará recebendo assistência da equipe médica que a acompanha desde que se acidentou esquiando em Salt Lake City

Por Da Redação - 16 jun 2014, 21h50

Médico explica que o tratamento da atleta brasileira está apenas no início e não há nenhuma garantia de que ela possa voltar a andar, por exemplo

Depois de quatro meses e meio de hospital, Lais Souza voltou a dormir em uma casa. Nesta segunda-feira, a assessoria de imprensa da ex-ginasta anunciou que ela recebeu alta hospitalar e já está morando em uma casa custeada pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro). Ela segue, porém, em Miami, nos Estados Unidos.

Leia também:

Lais fala sobre a dor e sua luta para recuperar movimentos

Continua após a publicidade

Em recuperação, Lais Souza agradece apoio dos fãs

“Foi um alívio sair do hospital, pois eu já estava lá há muito tempo. Vir para casa significa muito, como, por exemplo, poder comer a comida feita pela minha mãe, receber meus amigos, poder passear e sentir o sol. Agradeço todo o apoio que tenho recebido e as orações, o que têm sido de grande importância para mim”, disse a ex-ginasta.

Leia também:

Lais Souza deixa UTI e vai para unidade semi-intensiva

Continua após a publicidade

Laís Souza será transferida de Utah a Miami nesta quarta

Ainda de acordo com comunicado emitido à imprensa nesta tarde, Lais vai continuar recebendo a assistência da equipe médica que a acompanha desde que se acidentou esquiando em Salt Lake City (EUA), nas vésperas dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi (Rússia). Ela competiria no esqui aéreo poucos meses depois de aprender a esquiar.

Inicialmente socorrida em Salt Lake, Lais logo foi transferida para a Universidade de Miami, seguindo perto de Antônio Marttos Júnior, médico do COB que trabalha lá. “A Lais seguirá em Miami, em um apartamento custeado pelo COB, já que vem sendo submetida a protocolos de tratamentos experimentais. Ela ficou internada durante quatro meses e sair do hospital é mais uma conquista para ela”, afirmou o médico.

Marttos lembra que a ex-ginasta passou por momentos delicados desde o acidente. “A Lais já passou por momentos extremamente difíceis, venceu o risco de morrer, então tem muito o que comemorar. Ela está feliz por sair do hospital, superou mais essa etapa e tem a chance de recomeçar a vida”, festejou.

Continua após a publicidade

O médico, porém, reforça que o tratamento está apenas no início e não há nenhuma garantia de que ela possa voltar a andar, por exemplo. “Para mim, é uma alegria muito grande ver a Lais bem, forte e focada para continuar na luta, seguindo os tratamentos para que possa evoluir em sua recuperação até onde for possível. Ainda há um longo caminho a ser percorrido.”

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade