Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lais Souza apresenta melhora após receber células-tronco

Atleta segue morando em Miami, onde realiza tratamento inédito. Nesta sexta-feira, Lais deverá assistir ao amistoso da seleção brasileira contra a Colômbia

A atleta Lais Souza é a primeira pessoa tetraplégica a receber tratamento de células-tronco nos Estados Unidos, procedimento aprovado apelo FDA. Lais deu entrevista nesta sexta-feira, em Miami, onde vive desde o fim de janeiro, quando sofreu um acidente, durante treinamento para a Olimpíada de Inverno em Sochi (Rússia). Alegre e falante, ela contou que já recebeu duas aplicações de células, por injeção, na região afetada, na medula, e tem sentido que a sensibilidade em algumas partes do corpo tem aumentado.

Leia também:

Lais fala sobre a dor e sua luta para recuperar movimentos

Em recuperação, Lais Souza agradece apoio dos fãs

Lais Souza deixa UTI e vai para unidade semi-intensiva

Laís Souza será transferida de Utah a Miami nesta quarta

“Tenho sentido mais sensibilidade nos pés, nas mãos, um pouco no braço, na barriga, nas costelas. Nos braços sinto que a sensibilidade vem aumentando de cima para baixo.” Lais recebeu uma aplicação em maio, outra em julho e deve ter a terceira em outubro. O doutor Antonio Marttos, médico do COB que trabalha no Miami Hospital e está focado no Miami Project to Cure Paralysis, da Universidade de Miami, disse que as células embrionárias foram retiradas da bacia de Laís, cultivadas, reproduzidas e aplicadas no local da lesão, entre a terceira e quarta vértebras.

Segundo explicou Marttos, o próximo passo do tratamento será a aplicação, no ano que vem, de células nervosas retiradas da perna, conhecidas como células Schwan. Lais ainda recebeu uma camisa da seleção brasileira, entregue pelo coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, e prometeu ir ao Estádio Sun Life para acompanhar o amistoso entre Brasil e Colômbia, às 22 horas (de Brasília).