Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Koellerer tem apelo negado e segue banido do tênis

Por AE-AP

Lausanne – O austríaco Daniel Koellerer teve o seu apelo contra a suspensão definitiva do tênis profissional negada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), nesta sexta-feira, depois de ter se tornado o primeiro jogador do seu esporte a ser proibido de seguir a carreira de forma vitalícia.

O tenista de 28 anos foi suspenso de forma definitiva pela Unidade de Integridade do Tênis depois de ter sido considerado culpado, em maio do ano passado, por corrupção. Ele foi acusado de “fazer convites a outros tenistas para manipular jogos em cinco ocasiões”, informou a CAS por meio de um comunicado.

Apesar disso, a corte máxima do esporte mundial decidiu que Koellerer não terá de pagar a multa de US$ 100 mil que foi imposta anteriormente pelo seu envolvimento nestes casos. “O jogador não se beneficiou financeiramente de nenhuma das acusações pelas quais ele foi considerado responsável”, justificou a CAS por meio do seu painel de três árbitros que tomou a decisão.

Koellerer foi considerado culpado pelas supostas ações ilícitas cometidas no período entre outubro de 2009 e julho de 2010. O austríaco apelou contra a sua expulsão do tênis em uma audiência de dois dias ocorrida em novembro passado, mas somente agora conheceu o veredicto definitivo sobre a sua punição.

A CAS enfatizou nesta sexta que a punição de suspensão definitiva foi “suficientemente alta para refletir a gravidade dos delitos de corrupção”. Hoje banido do tênis, Koellerer viveu o seu auge no esporte em outubro de 2009, quando atingiu a 55.ª colocação do ranking mundial.