Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kieza marca 2 na reestreia e comanda vitória do Náutico

Por Angela Lacerda

Recife – O tabu foi mantido. Ainda não foi desta vez que a Ponte Preta conseguiu bater o Náutico no Recife em jogos do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, pela 10ª rodada da competição, o time pernambucano ganhou por 3 a 0, no Estádio dos Aflitos, com destaque para os dois gols do atacante Kieza em sua reestreia.

Artilheiro da Série B do ano passado, quando foi decisivo para o Náutico conseguir o acesso, Kieza voltou ao clube após uma passagem pelo futebol árabe. E justificou a condição de ídolo da torcida, ao comandar a vitória que deixou o time pernambucano com 13 pontos. A Ponte Preta, por sua vez, permanece com 15.

Além da derrota na 10ª rodada, a Ponte Preta volta do Recife ainda sem conseguir ganhar do Náutico. Agora, os dois times já se enfrentaram sete vezes na capital pernambucana, levando em consideração jogos das séries A e B do Campeonato Brasileiro. E passam a ser quatro vitórias dos donos de casa e três empates.

No primeiro tempo, embora equilibrado, o Náutico teve mais posse de bola, pressionou e criou mais. Conseguiu levar perigo aos 11 minutos com Elicarlos, que, aproveitando sobra na entrada da área, chutou rasteiro e forte, fazendo Edson Bastos sair para espalmar a bola. Aos 32, nova chance com Martinez.

Mas o gol do Náutico acabou saindo aos 35 minutos. Após o chute rasteiro de Rhayner, da entrada da área, Edson Bastos espalmou e Kieza aproveitou o rebote: 1 a 0. O gol obrigou a Ponte Preta a sair mais para o ataque, mas não conseguiu furar a marcação dos donos da casa, indo para o intervalo em desvantagem.

No segundo tempo, a Ponte Preta perdeu a chance de empatar logo aos dois minutos, quando Nikão chutou para fora. Em seguida, foi a vez do Náutico desperdiçar oportunidade com Rhayner, que arrancou pelo meio em rápido contra-ataque, mas não conseguiu finalizar ao chutar cruzado uma bola que foi defendida por Edson Bastos.

O segundo gol, então, foi marcado aos 16 minutos, com Souza chutando cruzado uma bola servida por Kieza. Diante da pressão da Ponte Preta, o Náutico se fechou na defesa. E o time pernambucano ainda marcou mais um, já aos 42, novamente com Kieza, que recebeu de Rhayner e acertou o canto esquerdo, fazendo 3 a 0.

FICHA TÉCNICA:

NÁUTICO 3 X 0 PONTE PRETA

NÁUTICO – Felipe; Alessandro (Douglas Santos), Jean Rolt, Ronaldo Alves e João Paulo; Elicarlos, Martinez (Ramirez), Souza e Araújo (Cléverson); Rhayner e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo.

PONTE PRETA – Edson Bastos; Gerônimo (Cicinho), Tiago Alves, Ferron e João Paulo; Baraka, Renê Júnior, Ricardinho (Somália) e Nikão; André Luis (Marcinho) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

GOLS – Kieza, aos 35 minutos do primeiro tempo; Souza, aos 16, e Kieza, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique.

CARTÕES AMARELOS – Ronaldo Alves, Tiago Alves, Ferron, Kieza e Ramirez.

RENDA – R$ 92.800,00.

PÚBLICO – 12.607 pessoas.

LOCAL – Estádio dos Aflitos, no Recife (PE).