Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Kieza critica diretoria, pede desculpas à torcida e se despede do Náutico

Por Da Redação 13 jan 2012, 10h55

Artilheiro do Brasileiro da Série B do ano passado, ídolo da torcida e grande esperança de gols do técnico Waldemar Lemos para o Campeonato Pernambucano, o atacante Kieza colocou um ponto final na sua trajetória com a camisa do Náutico e se despediu dos torcedores alvirrubros. Claramente irritado com os dirigentes do Timbu, o avançado disparou duras críticas contra os mandatários da equipe e lamentou que seu esforço dentro de campo não tenha sido recompensado nos bastidores do clube.

Por meio de sua página pessoal no Facebook, Kieza adotou um tom de despedida e procurou se desculpar com a torcida por não permanecer nos Aflitos. O atleta possui seu passe preso ao Cruzeiro e as dificuldades impostas pelos mineiros foram o principal motivo dado pelos dirigentes pernambucanos para que a negociação com o centroavante fracassasse.

‘Quero pedir desculpa por não ter ficado no Náutico. Acho que eu fiz de tudo e mais um pouco. Eu me matei pelo clube e, agora, querem me colocar como errado’, disse o atacante, que não poupou palavras para criticar a diretoria do Náutico.

‘Não fiquem querendo dar uma de santinhos e pular fora das responsabilidades que um clube deve ter. O que fizeram com a gente não é coisa de homem, e sim, de moleque. Expus a minha imagem com o clube que tenho meus direitos federativos e me queimei com eles. E o Náutico não fez nada, só ficou de papinho por telefone. E, por telefone, não se resolve nada. Isso já vai para dois meses’, disparou o atleta.

Com o desfecho negativo das negociações, o atacante retornará para Minas Gerais e ficará treinando em separado com o restante do elenco cruzeirense. O jogador não será aproveitado pelo técnico Vagner Mancini e ficará à disposição da diretoria mineira para ser utilizado como moeda de troca em uma futura transação.

Continua após a publicidade
Publicidade