Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kaká entra no segundo tempo, dá assistência, e Real bate o Getafe

O Real Madrid enfrentou dificuldades, mas conseguiu bater o Getafe, atuando no Santiago Bernabéu, por 4 a 2, em jogo da segunda rodada do Campeonato Espanhol. Benzema (duas vezes), Cristiano Ronaldo (de pênalti) e Higuaín, após belo passe de Kaká, marcaram para a equipe merengue, enquanto Miku (duas vezes) descontou para o time visitante.

Com o resultado, o time de José Mourinho mantém os 100% de aproveitamento neste início de Espanhol, diferentemente do rival Barcelona, que, também neste sábado, vacilou e sofreu o empate da Real Sociedad, por 2 a 2, após abrir dois gols de vantagem.

O JOGO – O Real começou a partida com mais volume de jogo, especialmente com boas jogadas de Cristiano Ronaldo. Assim, não demorou para o time da casa abrir o placar. Em uma boa jogada entre Ozil, Marcelo e Coentrão, coube ao jogador da seleção alemã fazer a assistência para Benzema, aos 14 minutos, marcar o primeiro do Real Madrid.

Sem dificuldades, o Real chegava fácil no ataque, e levava perigo em boas jogadas coletivas. Mas, após duas chances perdidas por Coentrão e Di Maria, veio o castigo: aos 38 minutos, Lacen fez a assistência para Miku, que teve tranqüilidade para tocar no canto de Casillas, e empatar a partida em Madri.

Decidido a retomar a vantagem, o Real Madrid voltou do intervalo pressionando e acertou a trave em duas chances consecutivas. Primeiro Ronaldo, com uma bicicleta, acertou a trave esquerda de Moyá. No rebote, Coentrão não aproveitou o gol aberto, e mais uma vez acertou o poste.

Di Maria, fora da área, também assustou Moyá, que defendeu em dois tempos. Desta forma, era difícil o Getafe aguentar a pressão merengue: aos 14 minutos, Cata Diaz fez falta em Cristiano Ronaldo em posição duvidosa. O árbitro assinalou o pênalti e o português não perdoou: 2 a 1 Madrid.

O camisa 7 ainda seria decisivo no terceiro gol: em jogada pelo lado esquerdo, Ronaldo deu um belo passe para Benzema, que se aproveitou da indefinição de Moyá para ampliar a vantagem do time da casa.

Vencendo, José Mourinho começou a mexer em sua equipe. Aos 27 minutos, o técnico decidiu sacar Di Maria, para a entrada de Kaká. No minuto seguinte, aproveitando-se de um vacilo da defesa merengue, Miku limpou seu marcador e rolou no canto esquerdo de Casillas, diminuindo o placar no Bernabéu.

Apesar da aproximação no marcador, o Getafe não conseguiu imprimir nova pressão no Real, e ainda viu o time de Madri marcar o quarto: após passe de letra de Kaká, Higuaín ganhou no corpo de dois marcadores e tocou no canto de Moyá, definindo a vitória do time da casa, por 4 a 2.