Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Juvenal confirma interesse em Breno e quer Paulo Miranda, do Bahia

Por Da Redação 12 out 2011, 21h18

Ainda sem ter nem um técnico definido para a próxima temporada, já que o contrato de Adilson Batista acaba em dezembro, o São Paulo já definiu que setor merece mais reforços: a zaga. Dois nomes que estão na lista de Juvenal Juvêncio são Breno, com problemas pessoais no Bayern de Munique, e Paulo Miranda, do Bahia.

Paulo Miranda tem contrato com o clube de Salvador até 31 de dezembro e agrada ao presidente do São Paulo. O defensor tem 23 anos e já passou pelo Palmeiras, jogando poucas vezes em 2008. Neste Brasileiro, marcou somente um gol no empate por 2 a 2 com o Avaí.

Já Breno é um velho conhecido do Tricolor paulista. Formado nas categorias de base da equipe, foi negociado no fim de 2007 com o Bayern de Munique, da Alemanha, por 19 milhões de euros. Mas não se adaptou ao país germânico e dá sinais de depressão. Recentemente, foi preso sob suspeita de colocar fogo em sua própria casa.O São Paulo, que já tentou trazê-lo no meio do ano, se anima com o fato de os dirigentes alemães acreditarem que deixá-lo voltar ao Brasil será importante na sua carreira. E os cartolas do Morumbi estão certos de que têm o ambiente ideal para isso, argumento que usarão com o Bayern.

‘Mandamos advogado, psiquiatra, o rapaz tem 21 anos, não se adaptou muito, não tinha vivência para morar na Alemanha. Estava acostumado com churrasquinho e samba. E o frio? Também não tinha a morena. Teve stress com familiares, advogados, não foi bem tratado. O São Paulo tem interesse’, confirmou Juvenal Juvêncio.

O presidente, contudo, reitera que a busca por um zagueiro não significa que o clube abrirá mão de Rhodolfo, na mira da Juventus, da Itália. O mesmo ocorre em relação a Lucas, que desperta interesse da Inter de Milão, e Casemiro, cobiçado pelo Milan mesmo estando na reserva com Adilson Batista.

‘Houve interesse importante no Casemiro, o representante do Milan está aqui. Do Rhodolfo há o interesse da Juventus… Que bom que temos jogadores reconhecidos lá fora, são importâncias substanciais, mas o São Paulo não se dispõem a vende-los’, reforçou o dirigente, mais ávido por ver Casemiro retomar seu futebol. ‘Preocupa o Casemiro, preocupa, preocupa, mas vai melhorar.’

Continua após a publicidade

Publicidade