Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça interdita alojamentos de atletas do Vasco da Gama

Clube tem cinco dias para indicar novo local para acomodação de adolescentes, sob pena de suspensão das categorias de base

A Justiça do Rio deu cartão amarelo para o Vasco da Gama. A 1ª Vara da Infância e Juventude do Rio determinou a interdição dos alojamentos dos atletas da categoria de base do clube, em São Januário. De acordo com a decisão, o Vasco tem cinco dias para indicar novo local para acomodação dos adolescentes, sob pena de suspensão das categorias de base. Se o clube não cumprir a determinação, terá ainda de “entregar os adolescentes a seus respectivos responsáveis legais”, arcando com os custos das viagens.

Para um país que sonha com medalhas em 2016, o exemplo do clube carioca é desanimador. E retrata a precariedade que impera nas divisões de base – até de grandes clubes. O Vasco é o atual terceiro colocado na tabela do Campeonato Brasileiro e um dos quatro grandes do Rio, com títulos nacionais e a Libertadores da América de 1998. “A situação desses meninos é muito séria. As acomodações são ruins e precárias, expondo os menores a riscos a saúde e de vida”, afirmou Clisânger Ferreira Gonçalves Luzes, promotora da Infância e Juventude.

De acordo com o Ministério Público, na última vistoria o clube mantinha 43 ajovens atletas no alojamento de São Januário. Segundo denúncia do MP, o clube não havia cumprido as determinações de uma liminar expedida em abril. Segundo o MP, os adolescentes que sonham ser ídolos do futebol são obrigados a dividir dois vasos sanitários e três chuveiros. Além disso, vivem em condições precárias de higiene e enfrentam dificuldades para frequentar o colégio que funciona dentro de São Januário, como falta de material didático e “sensação térmica de 40º” com ar-condicionado e ventiladores quebrados

A assessoria de imprensa do clube informou que a interdição do alojamento está sendo discutida esta noite, em uma reunião de diretoria.