Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça afasta Sérgio Carnielli da presidência da Ponte Preta

O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu afastar em primeira instância o presidente Sérgio Carnielli do comando da Ponte Preta. A decisão foi publicada na quarta-feira à noite e está relacionada a supostas irregularidades financeiras do clube no período de 2006 a 2008.

O problema estaria concentrado na empresa contratada para auditar a prestação de contas da equipe durante estes anos, uma vez que a Assessora-Assessores e Auditoria S/S tem como sócio-diretor o empresário Vanderlei de Araújo, que participava de reuniões do Conselho Deliberativo da Macaca e da ‘Comissão Pró-construção da Arena Ponte Preta’.

Segundo a Justiça, tal empresa não poderia supervisionar o balanço financeiro do clube, já que o contratado para designar esta função não pode ter nenhum vínculo com a instituição em questão. Além disso, as dívidas acumuladas pelo time de Campinas neste período, que ultrapassariam os R$ 72 milhões, em 2010, configuram um risco de dano irreparável ao patrimônio da Ponte Preta.

Ciente do afastamento, Sérgio Carnielli cumprirá a decisão tomada pelo juiz Renato Siqueira de Pretto e acatará a ordem judicial, repassando o cargo para o primeiro vice-presidente, Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho.

Mesmo com o despacho, a chapa política, que possui o então presidente como principal candidato para as eleições do dia 28 deste mês, deverá ser mantida pela atual diretoria. Caso seja reeleito, Carnielli terá que permanecer afastado do cargo e só poderá voltar após a conclusão do processo.

Durante esta semana, outro presidente de um clube de Campinas também teve que deixar o cargo da instituição que comandava. No caso de Leonel Martins de Oliveira, então mandatário do Guarani, o conselho do clube votou por sua destituição e conseguiu a vitória nos bastidores, o que levou Antônio Sagula a assumir o comando do Bugre temporariamente.

A Ponte Preta conquistou o acesso para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro no último sábado, quando venceu o ABC por 4 a 1, no Moisés Lucarelli. A diretoria do clube já estava iniciando o planejamento para 2012 e tenta manter o técnico Gilson Kleina no comando da Macaca para começar a renovação e contratação de novos jogadores. Agora, a tendência é que o treinador espere a definição do processo contra Carnielli para tomar uma decisão oficial.