Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Juraci Moreira ainda busca segunda vaga do triatlo para Londres-2012

O triatleta Juraci Moreira ainda luta pela vaga restante a Londres-2012, o que o daria o direito de disputar os Jogos pela quarta vez seguida. Faltando apenas três etapas do Circuito Mundial, porém, Moreira terá que surpreender e tirar uma vantagem de 700 pontos de Diogo Sclebin, virtual dono da vaga.

Recuperado das lesões que o afastaram de treinamentos e competições em duas oportunidades, no início e no fim de 2010, Moreira mantém a confiança em seu desempenho nas três últimas provas do Circuito Mundial.

‘Sei que tenho condições de surpreender nessa reta final e alcançar essa vaga, que será maravilhoso, principalmente por tudo que passei. Por causa das lesões, pontuei muito pouco no primeiro ano de classificação e a maioria dos meus pontos vem desses últimos meses, que conseguir competir melhor’, explica o curitibano, triatleta do Esporte Clube Pinheiros, de Campinas.

Com uma das duas vagas destinadas ao triatlo brasileiro em Londres-2012 preenchida por Reinaldo Colucci, ouro nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara-2011, quatro triatletas disputam a vaga restante. Além de Juraci, Bruno Matheus, seu companheiro de equipe, Fábio Carvalho e Diogo Sclebin buscam o direito de disputar os Jogos. Este último é o atual líder da luta pela última vaga, com cerca de 700 pontos de vantagem para os outros três competidores. Neste domingo, eles voltam ao México para competira na Copa do Mundo de Huatulco. Monteiro acredita em reação na pontuação geral.

‘Ainda temos três provas e esta de domingo é uma das mais difíceis do Circuito, pelo calor infernal e pelo percurso de ciclismo, com uma subida muito íngreme e decisiva’, afirma Juraci. No ano passado, o triatleta foi o 21colocado nesta mesma disputa.Juraci Moreira representou o Brasil nas últimas três edições dos Jogos Olímpicos, mas foi prejudicado na disputa pela quarta edição seguida por duas lesões. No início de 2010, o triatleta ficou quatro meses afastado por conta de lesão no tendão de aquiles da perna direita. Em outubro do mesmo ano, uma contratura na panturrilha direita, sofrida no início de prova do Campeonato Pan-americano, o afastou dos treinamentos por mais dois meses.

‘Estou muito feliz em poder chegar mais uma vez ao fim de uma classificação olímpica e, independente de concretizar o sonho de chegar pela quarta vez aos Jogos, tenho a certeza de ter trilhado uma carreira de atleta profissional da melhor maneira possível e ter aproveitado todos os momentos que o esporte me trouxe’, diz Moreira.

Após a etapa de Huatulco, Juraci volta a competir em mais duas oportunidades, ainda em maio. No dia 12, ele compete em San Diego, nos Estados Unidos. No dia 27, Madrid recebe a prova final da corrida olímpica. ‘Não vou desanimar e brigar até o último metros, mas por todos os problemas que tive com lesões está bem difícil essa classificação, que já está bem encaminhada para o Diogo’, conclui.