Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Juninho rechaça salário mínimo em renovação de contrato para 2012

Após dez anos no exterior, Juninho Pernambucano foi contratado pelo Vasco em junho e acertou um compromisso apenas até dezembro, e recebendo salário mínimo (R$ 545) na intenção de não dar prejuízo ao clube em caso de fracasso. O problema passa a ser a renovação do contrato, já que o jogador não deseja manter o vínculo para 2012.

A questão é que o Vasco é líder do Campeonato Brasileiro e se classificou para as quartas de final da Sul-americana por eliminar os bolivianos do Aurora com um sonoro 8 a 3 em São Januário. Envolvido com a renovação do contrato e recebendo propostas para retornar ao Al Gharafa, que defendeu no Catar, Juninho ainda não sabe o que acontecerá com ele em 2012.

O ‘Reizinho’ só receberá premiações especiais além do salário mínimo em caso de título em alguma das competições que Cruz-maltino disputa. Mesmo que isso não ocorra, o jogador não se arrepende da decisão tomada em abril, quando acertou as bases do vínculo.

‘Não farei mais um contrato como o atual. Foi uma opção na época, pode ser que amanhã eu me arrependa, mas calma, ainda posso ganhar meus prêmios por metas. Não estou longe disso’, afirmou Juninho, que não viu apoio de nenhum amigo ou familiar quando tomou essa decisão, ao Jornal Extra.

Juninho não esconde a possibilidade de retornar ao futebol do Catar, principalmente pelas filhas, que estão enfrentando problemas de adaptação ao Brasil. O astro do time carioca tem consciência de que possui as portas abertas no exterior, mas deseja permanecer no Brasil e se tornar campeão da Libertadores.