Clique e assine a partir de 8,90/mês

Joseph Blatter promete criar comitê anticorrupção na Fifa

Escândalo abalou entidade durante última eleição de sedes da Copa do Mundo

Por Da Redação - 2 jan 2011, 14h19

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, prometeu criar um comitê anticorrupção na entidade. Com isso, ele espera evitar novos escândalos como o que abalou o futebol mundial em 2010, influenciando na eleição das sedes da Copa do Mundo em 2018 e 2022.

No ano passado, dois dos 24 membros do Comitê Executivo da Fifa foram flagrados tentando negociar voto na eleição das sedes da Copa do Mundo. Ambos acabaram suspensos de suas funções na entidade, e não puderam participar do pleito realizado no início de dezembro.

Na época da revelação do caso, Blatter chegou a dizer que era “um dia triste para o futebol”. Agora, ele trabalha para evitar novos escândalos na entidade. “Cuidarei disso pessoalmente, para garantir que não haverá corrupção na Fifa”, disse Blatter, em entrevista ao jornal suíço Sonntag Zeitung.

“Esse comitê irá fortalecer nossa credibilidade e nos dará uma nova imagem em termos de transparência”, acrescentou. O comitê anticorrupção deve ter de sete a nove membros.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade