Clique e assine com até 92% de desconto

Jorginho exime diretoria e atletas e assume a culpa por rebaixamento

Por Da Redação 15 abr 2012, 19h21

Se preferiu repartir os méritos quando conduziu a Portuguesa à campanha vitoriosa na Série B do Brasileirão 2011, Jorginho, agora, assumiu toda a culpa pelo rebaixamento da equipe para a Série A2 do Campeonato Paulista, após a derrota por 4 a 2 para o Mirassol, na última rodada do Estadual.

‘Assumoporque sou o comandante. Isso acontece com qualquer um. Não sou o primeiro nem vou ser o último. Algumas pessoas fogem antes de cair. Poderia ter largado, mas a responsabilidade é minha. Você dá um passo para trás para dar muitos à frente’, declarou Jorginho, rechaçando arrependimento por ter permanecido na Lusa.

Após a conquista de forma destacável da segunda divisão nacional, o treinador passou a ser especulado em outros times do Brasil, inclusive o São Paulo. Ele, no entanto, preferiu renovar, acreditando em novas vitórias no ano de 2012. Com os primeiros insucessos, mais rumores deram conta da saída do técnico. Após a goleada por 4 a 0 sobre o Juventude, que garantiu a Portuguesa nas oitavas da Copa do Brasil, Jorginho revelou que recebeu propostas. Agora, seu destino é incerto.

‘Responder issoé demais, não acha? Pode dar um tempinho para eu refrescar a cabeça?’, despistou ainda na sala de imprensa do Estádio José Maria Campos Maia.

Para justificar a falta de resultado neste primeiro semestre, Jorginho chegou a citar o fato de oclube não ter conseguido repor as peças que perdeu. Neste domingo, no entanto, ele eximiu a diretoria de culpa e ainda elogiou os jogadores da Lusa.

‘Os meninos são bons jogadores, pessoas boas, infelizmente não foram bem. É um fato: não conseguimos jogar bem. A diretoria fez o possível, tentando reestruturar o clube. Se eles fizerem loucuras, o clube continuará falido. Os jogadores são caros. Você puxa o cobertor e descobre o pé’, analisou o treinador.

Não foi o primeiro rebaixamento estadual da Portuguesa. Em 2006, a equipe comadanda por Edinho Nazareth terminou em 18lugar e teve que disputar a segunda divisão no ano seguinte, quando Vagner Benazzi foi o responsável por recolocar o clube na elite do futebol paulista.

Continua após a publicidade
Publicidade