Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jorginho diz que faltou experiência à Lusa e despista sobre futuro

A queda brusca de rendimento da Portuguesa, que levou a equipe campeã brasileira da Série B à segunda divisão do Campeonato Paulista em menos de seis meses, continua repercutindo. Em entrevista à SporTV nesta quarta-feira, Jorginho, que se desligou do cargo de treinador da Lusa na última sexta-feira, deu algumas explicações para o baixo aproveitamento da equipe do Canindé no primeiro semestre de 2012. Segundo o técnico, a falta de experiência de seus comandados foi o principal empecilho para a repetição da boas atuações do ano passado.

‘O único atleta mais experiente, que poderia disputar finais, era o (lateral esquerdo Marcelo) Cordeiro (de 30 anos). Os outros não tinham experiência. Sobrou uma responsabilidade muito grande para garotos de 20 anos, como o Guilherme, o Henrique, o Ananias. São todos meninos. O Rogério (capitão da equipe) tem 27 anos, mas nunca tinha jogado em um clube grande como a Portuguesa. Ele, assim como os outros, não conseguiu suportar essa pressão’, disse.

Falta de experiência à parte, Jorginho negou que tenha se sentido boicotado por seus comandados. O treinador fez questão de elogiar o atual elenco lusitano.

‘São todos bons jogadores, bons atletas, mas não deu certo. Eles estavam tentando jogar por mim’, garantiu.

Por fim, Jorginho confirmou ter recebido nas últimas semanas propostas para dirigir três equipes – Atlético-GO, Vitória e Náutico -, mas afirmou que não pretende voltar ao banco de reserva neste momento.

‘Vai depender muito do time (que fizer proposta), dos atletas que eles tiverem, das possibilidades (da equipe). O Vitória, por exemplo, me ligou e tem totais chances de chegar à Série A do Campeonato Brasileiro. Pode ser o Figueirense, a Ponte Preta, a própria Lusa, se voltar atrás, o Corinthians, o Flamengo, o São Paulo’, despistou.