Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jorge Henrique acha expulsão injusta, mas crê em juiz melhor em SP

Expulso aos sete minutos do segundo tempo,Jorge Henrique classificou como bom resultado o empate por 0 a 0 no jogo de ida contra o Emelec, no Equador. Nesta quinta-feira, durante o desembarque da delegação corintiana no Aeroporto de Guarulhos, o atacante contestou os critérios do juiz colombiano José Buitraga, mas não se mostrou preocupado com a arbitragem do jogo de volta.

‘Acho que sim’, disse o jogador quando questionado se o cartão vermelho foi injusto. ‘A gente não podia nem conversar de forma educada que ele já dava cartão amarelo’.

Tanto o técnico Tite quanto o presidente Mário Gobbi Filho reclamaram de forma veemente da atuação de Buitraga e do tratamento recebido no Equador. A diretoria do Emelec não permitiu que os brasileiros fizessem o treino de reconhecimento no Estádio George Capwell, enquanto torcedores lançaram spray de pimenta no local de aquecimento dos atletas alvinegros.Jorge Henrique, que só poderá acompanhar a segunda partida nas tribunas, não acredita que o clima hostil seja repetido em São Paulo. ‘Isso aí é tranquilo. A arbitragem vai ser diferente (no Pacaembu, quarta que vem), com uma outra conduta. Nossa equipe vai fazer de tudo para conseguir a classificação’, opinou o camisa 23, confiante após um resultado considerado bom.

‘Fizemos uma grande partida. A equipe deles, jogando em casa, é bastante forte. Acho que o empate ficou de bom tamanho, até porque ficamos com um a menos o segundo tempo todo’, acrescentou, já alertando os colegas que estarão em campo sobre uma provável retranca equatoriana. ‘Eles vão vir fechados. Se jogarem como jogaram lá, com certeza vão ser surpreendidos’.