Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jonathan Silva obtém índice olímpico no salto triplo

O mineiro Jonathan Henrique Silva venceu, neste fim de semana, a prova do salto triplo do Torneio FPA Juvenil e Adulto, realizado no Estádio Ícaro de Castro Melo, no Conjunto Desportivo do Ibirapuera, zona sul de São Paulo. O atleta ganhou com a marca de 17,39 m, obtendo índice A para a Olimpíada de Londres e o segundo melhor resultado do ano no Ranking Mundial da IAAF (o líder é o cubano Osviel Hernandez, com 17,49 m).

Atleta da Orcampi/Unimed, de Campinas, Jonathan tinha 16,70 m como recorde pessoal, obtido no ano passado. ‘Vinha treinando bem e era esperado um bom resultado a qualquer momento’, comentou o atleta de 20 anos, nascido na cidade de Varginha. ‘É muita alegria superar os 17 metros e mais ainda com índice para a Olimpíada. É um sonho’, completou.

O técnico Nélio Moura, da M&M Atletismo, também esperava um grande resultado do atleta treinado por Tânia Fernandes de Paula Moura. ‘Ele está numa progressão muito boa e a tendência é melhorar ainda mais este resultado’, analisou o treinador da campeã olímpica do salto em distância Maurren Maggi. ‘Jonathan terminou 2010, com 16,07m, e 2011, com 16,70 m, como melhores marcas’.

Para chegar à final olímpica, Nélio acredita que o atleta precisa saltar por volta de 17,10 m. ‘Acho que ele estará saltando melhor ainda em Londres. Vamos apostar na consistência de seus resultados e quem sabe brigar por uma medalha’, disse o sempre comedido técnico, sem esconder a sua empolgação.

Para conseguir o índice olímpico, Jonathan precisou acertar apenas um salto. Depois de queimar o primeiro, obteve 17,39 m na segunda tentativa. Depois disso, só assistiu à prova.

Outro bom resultado do fim de semana foi obtido pelo catarinense Darlan Romani, também de 20 anos, que quebrou o recorde brasileiro do arremesso do peso ao vencer a prova do Campeonato FPA de Arremessos e Lançamentos, com a marca de 18,84 m, também no Estádio Ícaro de Castro Melo. A melhor marca anterior era do paulista Ronald Julião, com 18,78 m, desde a Universíade de Shenzhen, em agosto de 2011, na China.