Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Jon Jones vence Rampage Jackson e mantém o cinturão

UFC 135, realizado em Denver, ainda teve vitória do brasileiro Júnior Assunção

Por Da Redação 25 set 2011, 01h07

Jon Jones mostrou porque é um dos melhores lutadores peso-por-peso do UFC. O americano de 24 anos venceu seu compatriota Rampage Jackson na madrugada deste domingo em sua primeira defesa de cinturão da categoria meio-pesado. O UFC 135 foi realizado em Denver, Colorado, e ainda teve outras nove lutas, com destaque para vitória do brasileiro Júnior Assunção contra o americano Eddie Yagin.

Ex-campeão da categoria meio-pesado, Rampage Jackson caminhou até o octógono com sua tradicional corrente no pescoço, enquanto Jon Jones, que conquistou o cinturão após vencer Maurício Shogun em sua última luta, no UFC 128, em março, parecia mais tranquilo – até cumprimentou alguns fãs. Os adversários começaram a luta se estudando, mas Jon Jones foi mais agressivo nos minutos iniciais. No quarto round, o campeão conseguiu encaixar um mata-leão e obrigou Rampage a desistir do confronto.

A segunda luta mais importante da noite foi entre Matt Hughes e Josh Koscheck, na categoria meio-médio. Hugher, que faz parte do ‘Hall da Fama’ do UFC, não demonstrou um bom ritmo e foi nocauteado ainda no primeiro round. Apesar da derrota, a segunda consecutiva do americano que tem 48 vitórias na carreira, ele saiu aplaudido. A terceira luta do card principal foi uma das mais equilibradas: o americano Ben Rothwell e Mark Hunt, da Nova Zelândia, acabaram o terceiro round exaustos e sangrando bastante. Com Rothwell quase sem conseguir andar no octógono, Hunt venceu por decisão unânime dos juízes, na categoria peso-pesado.

Antes disso, Nate Diaz, dos Estados Unidos, e o japones Takanori Gomi, em sua estreia no UFC, protagonizaram a primeira luta do card principal, na categoria peso-leve. O americano dominou o combate e precisou apenas de um round para encaixar uma chave de braço e garantir sua 14 vitória. A luta seguinte entre os pesos-pesados Travis Browne e Rob Broughton foi mais disputada. Browne continuou invicto, agora com doze vitórias, depois de vencer por decisão unânime dos juízes.

No Card preliminar, o brasileiro Júnior Assunção, irmão de Raphel Assunção, que venceu Johnny Eduardo no UFC Rio, derrotou o americano Eddie Yagin por decisão unânime dos juízes. Nas outras quatro lutas, James Te Huna nocauteou Ricardo Romero; Tony Ferguson ganhou de Aaron Riley por nocaute técnico e Takeya Mizugaki venceu Cole Escovedo.

Continua após a publicidade
Publicidade