Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Jogadores do Bahia ressaltam dificuldade de enfrentar o Atlético-PR

Por Da Redação 21 set 2011, 13h51

A partida contra o Atlético-PR vem mexendo com o psicológico dos jogadores do Bahia, que ressaltaram mais uma vez a importância de conseguir os três pontos diante de um adversário direto na luta contra o rebaixamento. Mesmo quatro pontos à frente do time paranaense, a equipe está ciente de que um resultado positivo nesta rodada é fundamental para escapar de vez da degola.

O zagueiro Paulo Miranda, que retorna ao time após cumprir suspensão na vitória de 3 a 0 contra o Fluminense, apontou a qualidade dos jogadores do Furacão e voltou a pedir atenção para as jogadas de contra-ataque. O defensor se mostrou preocupado com o modo como os paranaenses jogarão em Pituaçu, já que o único resultado que interessa para seu adversário é a vitória.

‘Temos que errar o menos possível. Eles vêm com seis volantes e está na cara que vão jogar no contra-ataque. Nós não podemos ser surpreendidos. No primeiro turno conquistamos uma vitória por dois a zero, porém sabemos que vai ser um jogo difícil’, declarou Paulo Miranda.

Já o meia Lulinha, que deverá assumir a posição de armador caso Carlos Alberto não reúna condições de entrar em campo, avaliou a partida como uma das mais importantes do ano para o Bahia. O jogador espera que o Tricolor de Aço aproveite o mando de campo e envolva seu adversário, superando a forte marcação que é característica do Atlético-PR.

‘O jogo de amanhã não é de seis, e sim de 200 pontos. O time deles é um adversário direto e é muito importante para gente encarar como uma final. Sabemos que vai ser uma marcação dura e que eles vão impor um jogo muito duro, mas temos que criar espaço para fazer jogadas e vencermos’, avaliou Lulinha.

Ambas as equipes entrarão em campos nesta quarta-feira, às 20h30 (de Brasília), no estádio de Pituaçu. Os baianos estão em 16lugar, com 27 pontos, enquanto os paranaenses ocupam a 19colocação, com 23.

Continua após a publicidade
Publicidade