Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Joel Santana é demitido do Flamengo após nova derrota

Diretoria do clube ainda não definiu substituto. Acúmulo de desempenhos ruins nas competições nacionais e eliminação na Libertadores pesaram contra o treinador

O técnico Joel Santana não resistiu ao segundo tropeço seguido do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Nesta segunda-feira, o clube carioca anunciou a demissão do treinador, após reunião da diretoria, apenas um dia depois da equipe perder para o Cruzeiro por 1 a 0, na cidade de Belo Horizonte, em duelo válido pela 11ª rodada do torneio nacional.

Leia também:

Leia também: Em onze rodadas do Brasileiro, sete técnicos foram demitidos

A diretoria do Flamengo ainda não definiu o nome do substituto de Joel Santana. Ainda nesta terça-feira, Zinho, diretor de futebol do clube, concederá uma entrevista coletiva para comentar a saída do treinador e o futuro da equipe, que se reapresentará às 15 horas no CT de Vargem Grande.

Joel assumiu o comando da equipe no início de fevereiro, em substituição a Vanderlei Luxemburgo, e fracassou em todas as competições que disputou. Com o treinador, o Flamengo caiu na Taça Guanabara e na Taça Rio – os dois turnos do Campeonato Carioca. Na Libertadores, o time foi eliminado na fase de grupos.

Assim, Joel iniciou o Campeonato Brasileiro sob pressão e caiu após um começo irregular no torneio nacional. Derrotado nas duas últimas rodadas por Corinthians e Cruzeiro, o Flamengo está na 10ª colocação, com 15 pontos.

Riquelme, do Boca Juniors, no treino de reconhecimento do gramado do Pacaembu, em São Paulo, antes da grande final da Libertadores: em ritmo lento Riquelme, do Boca Juniors, no treino de reconhecimento do gramado do Pacaembu, em São Paulo, antes da grande final da Libertadores: em ritmo lento

Riquelme, do Boca Juniors, no treino de reconhecimento do gramado do Pacaembu, em São Paulo, antes da grande final da Libertadores: em ritmo lento (/)

A derrota para o Cruzeiro por 1 a 0 em Belo Horizonte foi apenas o último capítulo do drama para a torcida rubro-negra. O time sequer chegou às finais dos dois turnos do Campeonato Carioca. Atualmente, o Fla patina no Brasileirão, onde aparece na décima posição, com apenas 15 pontos conquistados. O Brasileirão em curso é, desde já, o desafio que se apresenta para o novo técnico.

A janela de transferências internacionais se fechou na última sexta-feira, não antes de o Flamengo passar por alguns ‘micos’. O zagueiro Juan chegou a ter seu retorno ao clube dado como certo, mas foi anunciado pelo Internacional. Já o argentino Juan Román Riquelme, de saída do Boca Juniors, recusou a proposta dos cariocas alegando problemas ‘futebolísticos’. Ele ficou impressionado negativamente com a derrota por 3 a 0 para o Corinthians.

A diretoria ainda tenta anunciar alguns nomes para a sequência do Campeonato Brasileiro, embora venha encontrando sérias dificuldades por conta do fechamento da janela. A ideia é tentar acertar com quem está disponível nos clubes da Série A e que ainda não completou a cota de sete jogos no Brasileiro. Existe também a possibilidade de os flamenguistas confirmarem alguns nomes de jogadores que estão se destacando na Série B do Campeonato Brasileiro.

Jogadores – Chateado com a queda de Joel, o meia Renato Abreu comentou sobre como o Flamengo vinha evoluindo a cada rodada do Brasileiro e projetou uma nova mudança de postura sem o treinador à frente do clube. “Acho que nosso desempenho melhorou um pouco mais. Criamos boas oportunidades, tivemos mais posse de bola e merecíamos uma melhor sorte nesta partida contra o Cruzeiro. Mas o futebol vive de resultados e não conseguimos pontuar. Nós sentimos qualquer perda no elenco, mas fica essa vontade demonstrada e a certeza de que ainda podemos fazer muitas partidas boas neste Campeonato Brasileiro”, avaliou, esperançoso.

O apoiador Ibson acredita que o mais importante é o elenco se manter unido, uma vez que o tempo de preparação para os jogos é muito curto. Na próxima quinta-feira, por exemplo, o clube voltará a campo às 21h, contra a Portuguesa, no Engenhão, pela 12ª rodada do Brasileirão.

“Estávamos melhor no jogo com o Cruzeiro, criamos oportunidades, mas não conseguimos fazer os gols. Agora não adianta lamentar, pois tivemos mais uma derrota. É colocar a cabeça no lugar e pensar que teremos mais uma partida difícil na quinta-feira, pois o Campeonato Brasileiro é assim. Precisamos ficar mais juntos do que nunca nesse momento complicado. A gente vem de duas derrotas e espero que o time possa fazer um bom jogo contra a Portuguesa, afirmou o armador.

Nesta terça-feira o time se reapresenta na parte da tarde, no Ninho do Urubu, e começa a preparação para o confronto com a Lusa. Apenas os jogadores que não atuaram na rodada deste fim de semana foram à Gávea para um treinamento físico.

(Com Agência Estado e Gazeta Press)

LEIA TAMBÉM:

Um Fla-Flu sem brilho coroa o centenário do clássico