Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Jesus Lopes descarta Felipão e promete técnico em até três semanas

Por Da Redação
5 jul 2012, 12h58

Milton Cruz continuará comandando interinamente o São Paulo neste domingo, contra o Coritiba, e pode ficar no banco de reservas até o final do mês. De acordo com o vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes, a chegada do substituto de Emerson Leão levará até três semanas. E existe a garantia de que não será Luiz Felipe Scolari.

‘Seria extremamente deselegante incluir o Felipão na nossa relação. É um bom treinador, tem conquistas memoráveis, mas para nós prevalece o preceito que foi dito pelo presidente do Palmeiras de que o treinador não deveria ser cedido porque para ele é um pára-choque. Não faz parte das nossas cogitações’, assegurou o dirigente.

A consulta do Tricolor pelo técnico do rival foi feita em outubro do ano passado, logo depois da demissão de Adilson Batista. Arnaldo Tirone avisou que não liberaria seu treinador e o clube do Morumbi, então, optou por apostar em Leão inicialmente por um contrato de dois meses.

Agora, embora o presidente Juvenal Juvêncio tenha dito ter pressa por um novo comandante logo após dispensar Leão, Jesus Lopes garante tranquilidade na busca por um nome. ‘Não trabalhamos com prazo e nem nos impusemos isso. De duas a três semanas, devemos ter uma definição’, disse o vice-presidente.

Continua após a publicidade

Apesar de, oficialmente, os dirigentes dizerem não ter nenhum nome definido, já existem indícios de quem deve ser o novo técnico. A forma com a qual Milton Cruz tem domado os atletas fortaleceu a chance de Marcelo Oliveira, do Coritiba, ser procurado, mas profissionais como Dunga, Muricy Ramalho, Abel Braga e Paulo Autuori também despertam interesse. E Juvenal não pensará duas vezes em contratar alguém empregado.

‘O fato de estar empregado não significa nenhum obstáculo para nós, não é nenhum problema. Na última vez que isso aconteceu, atuamos dentro dos princípios éticos’, disse Jesus Lopes, lembrando que Paulo César Carpegiani trocou o Atlético-PR pelo São Paulo em 2010.

Apesar de ser um sonho do vice-presidente, a chegada de um treinador estrangeiro deve ser adiada, ao menos, até o início do próximo ano. O objetivo é trazer alguém que saiba lidar com um elenco considerado competitivo, algo que Leão não conseguiu na visão dos dirigentes. ‘O perfil é aquele que o São Paulo sempre pretende: alguém competente para somar com o ótimo elenco que temos’, falou Jesus Lopes.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.